14.12.07

Últimas novas

Mais uma estada relâmpago em SP, O. tinha uma confraternização e eu precisava pegar a câmera que ficou na assistência técnica. Foi minha segunda Canon com defeito no sensor de imagem, várias câmeras tiveram que fazer um "recall" por causa desse problema no mundo todo, eu tive um duplo azar, ao menos nada nunca foi cobrado. Na primeira vez, deram-me uma câmera nova equivalente no lugar da defeituosa porque eles não tinham a peça. Desta vez foi diferente e a minha câmera foi consertada, fiquei feliz, pois gosto muito dela.

Por falar em SP, a cidade está um inferno. Voltar lá, só depois das festas, está tudo lotado, gente saindo pelo ladrão!

Comi meu primeiro alfajor Havanna, comprei dois apenas para provar e matar a curiosidade. Para ser sincera, não achei nada demais, bem feito, mas não ganha de uns pães de mel recheados com doce de leite que comprava em uma banca de jornal na rodoviária da cidade em que estudava no colegial... rs

Almocei no Le petit Trou (R. Vupabussu, 71, Pinheiros) e senti na pele o que está no nome da casa, o lugar é bem apertado! Como havia uma confraternização no salão do primeiro andar, fomos parar em um pequeno cubículo no segundo andar onde nos esprememos com mais quatro pessoas. Acho que em um dia normal, dá para ter mais conforto. A comida é boa e bem feita. A rolha é cara, minha sogra levou o vinho apesar de saber que ela desembolsaria R$40,00. Na rápida passada de olhos pela carta de vinhos, vi basicamente franceses importados pela Mistral e alguns brasileiros (Chandon, Marson, Pizzato, Rio Sol).

Por fim, uma dica literária: o Daniel publicou um post com uma lista das melhores leituras de 2007 elaborada com a colaboração de diversas pessoas, inclusive desta que vos escreve, passem por lá!

13 comentários:

Billy disse...

Olá Karen!

Vivo em Buenos Aires e não entendo a loucura generalizada em torno dos alfajores, sobretudo dos Havanna, que têm uma rede de distribuição grande.

Para mim, são tão doces que me deixam a boca encortiçada e a garganta arranhada. Ainda por cima estão cheios de gorduras hidrogenadas... Resumindo: para o peditório do alfajor eu já dei! :)

Parabéns pelas óptimas receitas. Algumas eu tento fazer cá por casa, mas confesso que não sou a pessoa com mais energia para cozinhar. :)

Beijinhos
Ana

Akemi disse...

Depois que a Miki falou desses alfajores não os tirei da cabeça, mas agora com seu comentário, exorcizei o pensamento! rsss

laila disse...

olha Karen eu gosto de alfajor mas de alfajor bem feito...sempre q vou me depem havanna e ue pergunto se posso trazer de outra marca...tem uma regional que é uma loucura...eu tenho pavor aos havanna mas esses chamam olla de cobre, são um arraso!dê uma chance aos alfajores, e olha que tem uma variedade imensa, é um doce regional..cada estado um alfajor novo!

e as leituras vou conferir...to precisando correr atras do prejuizo!
bjos

Helô disse...

Haruki Murakami tá na minha lista, logo logo eu chego nele!
beijo

Karen disse...

Billy, acho que o Havanna é superestimado mesmo! Obrigada pela visita!

Akemi, quando vc vier pode provar e ver o que acha! Agora há quiosques em vários lugares vendendo os alfajores!

Laila, imagino que existam mesmo vários tipos de alfajores, mas os Havanna não passaram no teste, acho que são muito industrializados. Se um dia for para a Argentina, irei procurar os que você mencionou!

Helô, espero que goste!

Lara Leal disse...

Karen, eu comprei o peru sem tempero - aqui no Rio é fácil de encontrá-lo. Mas acredito que mesmo o temperado mereça uma marinada. Beijos e obrigada,
Lara

Valentina disse...

Sempre ótimo ler das tuas andanças. Tens o dom das palavras.

Letrícia disse...

Pessoalmente, não gosto de alfajores da Havanna. Já me falaram de uma marca menos pop, a Jorgito, mas nunca comi...

Por causa de uma cirurgia que me prendeu à cama no começo do ano, pude ler Ozu, Tanizaki, Kawabata, Oe, Ishiguro... mas faltou Murakami. Missão literária para 2008!

Beijos!

cozinha da drica disse...

Karen realmente nossos pães de mel são bem mais gostosos que o alfajor havanna

ZAZÁ LEE disse...

Karen....

Faz tempo não apareço....

Mas estou aqui para lhe desejar um Santo Natal e um Ano Novo MARAVILHOOOOSOOOOO!!!!

Meus e-mails para vc continuam voltando!

Moni disse...

OI Karen
Eh a primeira vez que comento aqui.
Procurando receita de Inarizushi,acabei parando aqui.Gostei muito do seu blog e tem receitas maravilhosas,parabens!
Sempre virei aqui.
bjos

Luciana disse...

Karen, muito legal o teu blog, adorei !!
Bjos, Lú.

Karen disse...

Lara, eu é que agradeço, acabei de comprar o peru, mas ele já está temperado, talvez faça a marinada!

Letrícia, a Laila também deu uma dica de marca de alfajor, preciso fazer uma lista para provar e comparar! rs
Sou meio suspeita para falar do Murakami, mas acho que você irá gostar, ele é bastante diferente dos outros autores.

Drica, são, não são?

Zaza, eu realmente não sei o que acontece com os e-mails, eu já desbloqueei, recebi alguns e agora eles voltaram a sumir! Vou ver o que dá para fazer. De qualquer forma, feliz Natal para você e para a sua família!

Moni, obrigada pela sua visita! Adicionei seu blog! bjs!

Obrigada, Luciana!