27.10.08

Gomashio

O gomashio é uma mistura de gergelim (goma) temperada com um pouco de sal (shio) que os japoneses costumam polvilhar sobre o arroz. Foi a Andrea, uma leitora do blog, que indicou esta receita deste blog francês. Ao contrário da autora, eu tostei o gergelim e as algas antes de moer tudo no suribachi (um tigela com ranhuras no interior que servem para triturar alimentos) como em um dos comentários do post. Também adicionei wakame (um tipo de alga) e, como só tinha folhas grandes de nori, eu tive que picá-las para que ficassem mais trituradas (mas o resultado talvez tivesse sido melhor se tivesse usado o processador).

Gomashio

(para um o equivalente a um pote de geléia)

100g de grãos de gergelim claro
1 c café de sal
3 c sopa de folhas de nori em tirinhas
(eu adicionei um pouco de wakame)

Triture os grãos de gergelim e o sal (de preferência, em um processador). Misture o nori seco e toste tudo em uma frigideira grande até sentir o aroma do gergelim. Retire do fogo e coloque o gomashio em um pote. Ele pode ser conservado por algumas semanas.
(Eu preferi tostar tudo antes de moer, pois assim o nori e o wakame ficaram mais secos e quebradiços, mais fáceis de triturar).


22.10.08

Risotto de tomates secos e assados

Receita que encontrei no site da Delia Smith, já a havia feito antes, mas, por alguma razão, não a publiquei aqui. Trata-se de um risotto muito completo e gostoso, sem falar da cor! Eu simplifico as coisas e não finalizo o risotto forno, cozinho tudo na panela e também adiciono uma pitada de açúcar para cortar um pouco da acidez dos tomates.


Risotto de tomates secos e assados

Para os tomates:
700g de tomates
1 colher de sobremesa de azeite extra virgem
1 dente de alho grande picado
um punhado de folhas de manjericão
sal e pimenta

Para o risotto:
2 c sopa de pasta de tomate seco (não usei)
110g de tomates secos picados (escorra o excesso de óleo para não pesar)
25g de manteiga
1 cebola picada
225g de arroz arbóreo
1/4 c chá de açafrão (não usei)
275ml de vinho branco
330ml de água fervente
50g de parmesão + 25g para finalizar
1 c sopa de creme de leite
sal e pimenta a gosto

Preaqueça o forno à 200C.
Primeiro, retire a pele dos tomates. Derrame água fervente sobre eles e deixe de molho por 1 min antes de escorrer. A pele deverá sair com facilidade. (Claro que você pode utilizar o método com o qual estiver acostumado). Corte os tomates ao meio e coloque-os sobre uma assadeira com a parte cortada voltada para cima. Tempere com sal, pimenta, gotas de azeite e alho. Finalize colocando uma folha de manjericão envolvida em azeite sobre cada uma das metades. Leve ao forno e asse por cerca de 50-60min até que as beiradas dos tomates fiquem ligeiramente queimadas. Retire do forno e diminua a temperatura para 180C.
Coloque os tomates e o líquido que possa ter se acumulado na assadeira no liquidificador ou processador e bata bem.

Derreta a manteiga em uma panela e refogue a cebola por cerca de 7 min. Adicione o arroz e misture bem para envolver os grãos com a manteiga. Soque os pistilos de açafrão em um pilão e adicione ao arroz juntamente com o vinho. Deixe ferver, espere um min e adicone a pasta de tomate seco e 330ml de água fervente. Misture tudo muito bem, tempere com sal e pimenta e adicione a mistura de tomates assados em forma de purê e os tomates secos. Mexa mais um pouco e espere começar a cozinhar, depois disso transfira tudo para um refratário aquecido, coloque no forno e deixe o cozimento terminar lá dentro. Conte 35 min. (Se não cozinhar no forno, cozinhe lentamente em fogo baixo mexendo sempre, adicione mais água caso ache necessário).

Depois desse tempo, retire do forno, adicione 50g de parmesão, misture bem e aguarde 5-10min. O arroz deve estar macio, mas ainda ligeiramente firme no centro. Antes de servir, adicione o creme de leite e polvilhe o parmesão restante.


20.10.08

Abóbora gratinada

Vi a receita no Gourmandises (francês) que, por sua vez, a retirou deste outro blog francês. Gostei muito do resultado, só substituí as nozes por castanhas do Pará.


Abóbora gratinada

3 c sopa de óleo
1 cebola grande fatiada
2 dentes de alho amassados
1 pimenta dedo de moça sem sementes picada, ou a gosto, se temer que fique muito picante (eu usei um pouco de pimenta calabresa)
700g de abóbora picada em cubos pequenos
450g de batatas descascadas e picadas em cubos pequenos
8 folhas de sálvia frescas picadas (usei a erva seca)
150g do queijo de sua preferência (usei meia cura), em cubos pequenos
50g de parmesão ralado
150ml de caldo de legumes
250ml de creme de leite
sal e pimenta a gosto

Para o crumble :
50g de manteiga
140 de pão duro ralado (ou torradas passadas no processador, não recomendo a nossa farinha de rosca porque ela é bem ruinzinha)
25g nozes picadas
um punhado de salsinha picada

Preaquecer o forno à 200°C/180°C.

Em uma panela antiaderente, aquecer 1 c sopa de óleo, adicionar a cebola e refogar por cerca de 5 min. Retirar a cebola da panela, escorrer o excesso de óleo e reservar.

Na mesma panela, em fogo brando, adicionar 2 c sopa de óleo, adicionar o alho e a pimenta, misturar, adicionar os cubos de batatas e abóbora, adicionar a sálvia e mexer. Deixar tudo cozinhar e dourar devagar, mexendo sempre para evitar que os legumes queimem, cerca de 10 min. Quanto maior a panela, melhor. Retirar do fogo, devolver as cebolas para a panela, adicionar os cubos de queijo e o parmesão. Misturar tudo, temperar com sal e pimenta (lembre-se de que se usar o caldo de legumes industrizado, ele já conterá um pouco de sal). Colocar a mistura de legumes em um refratário.

Em outro recipiente, misturar o caldo de legumes quente, adicionar o creme de leite, mexer e derramar sobre os legumes. Reservar. É possível deixar a mistura esfriar nesta etapa e colocá-la na geladeira para assar mais tarde, mas é importante não colocar o crumble e também conservar um pouco de creme para completar o que os legumes possam "absorver" ao esfriarem.

Preparar o crumble

Derreter a manteiga em uma panela antiaderente. Adicionar o pão em migalhas e as nozes e deixar dourar um pouco. Retirar do fogo, juntar a salsinha, misturar e reservar mantendo à temperatura ambiente caso não leve para assar imediatamente.

Cerca de 45 min antes da refeição, adicionar o creme reservado para completar o que foi absorvido, polvilhar o crumble e levar para assar por cerca de 35-45 min, tomar cuidado para que o crumble não queime antes que os legumes fiquem macios. Se ele dourar muito rápido, cubra com uma folha de papel alumínio.

17.10.08

Beringela recheada da Angelina

Vi a receita no blog da Sonia Novaes e concordo com ela, fica mesmo uma delícia! Muito simples e leve.


Beringela Recheada da Angelina

2 beringelas pequenas
1 lata de atum sólido (usei aquele light)

1 tomate picado

1 cebola picada

Sal, azeite e pimenta síria (ou calabresa) a gosto

orégano e cheiro verde (salsa e cebolinha) também a gosto

Queijo parmesão ralado (ou mussarela, ou meia cura...)


Corte as beringelas ao meio no sentido do comprimento e cozinhe levemente no vapor (deixe alguns minutos no microondas). Retire a polpa com a ajuda de uma colher, pique se necessário, e misture com o tomate, o atum a cebola e tempere com sal, azeite, pimenta, orégano e cheiro verde a gosto. Recheie as beringelas coloque em uma assadeira, regue com azeite e polvilhe com bastante queijo. Leve ao forno até o queijo derreter e dourar.

14.10.08

Grão-de-bico ao forno

Primeiro, desculpem se não tenho feito ou respondido comentários ultimamente, ando meio longe da internet esses dias, procurando cozinhar pratos simples, arrumando a casa e jogando coisas que não são usadas fora. É, vez por outra sou tomada pelo impulso da arrumação geral. Até o momento, resisti à vontade de passar a tesoura nos montes de revistas de culinária para aumentar o espaço na estante. Até dei uma olhada em antigo caderno cheio de recortes de receitas para ver se valia a pena conservá-lo e achei esta receita de grão-de-bico com frango que me entusiasmou. O prato é muito original e gostoso. Lembra uma polenta com frango, mas a polenta é feita com um purê de grão-de-bico. Pelo recorte, sei que ela foi retirada de algum jornal, mas não me perguntem qual.


Grão-de-bico ao forno

1 kg de peito de frango
2 cebolas
2 dentes de alho cortados em metades
1 c sopa de vinagre
1 raminho de salsa
sal e pimenta-do-reino a gosto
1 c sopa de manteiga ou óleo
3 tomates sem pele e sem sementes picados
3/4 x de molho de tomate (ou tomate pelado)
2 c sopa de salsinha picada
3 x de grão-de-bico cozido
4 c sopa de creme de leite (ou leite)
3 gemas
100g de parmesão ralado

Cozinhe o peito de frango com uma cebola inteira cortada em quatro, o alho, o vinagre, o raminho de salsa, sal e pimenta do reino e água suficiente para cobri-lo. Quando estiver macio, escorra, reserve um pouco do caldo, espere esfriar e desfie em lascas.
Aqueça a manteiga, frite a outra cebola picadinha até murchar. Acrescente os tomates, o molho de tomate, misture bem e refogue por alguns minutos. Acrescente o frango desfiado com um pouco do caldo reservado e cozinhe em fogo baixo por alguns minutos. Adicione a salsa picada, verifique o tempero, misture bem e retire do fogo.
Bata no liquificador (ou no processador) o grão-de-bico, o creme de leite e as gemas. Tempere com sal e despeje em um refratário untado. Cubra com o refogado de frango. Polvilhe o queijo ralado e leve ao forno para gratinar.


2.10.08

Pudim de pão salgado com alho-poró

A receita é de uma revista Gourmet e deveria levar milho, mas quando fui procurar a lata que jurava ter comprado, não achei, tinha uma porção de latas de ervilha e grão-de-bico, mas nenhuma de milho. Como já tinha picado o alho-poró e planejado o almoço, fiz a receita sem esse ingrediente.
Passo a receita tal qual está na revista. Fiz metade e adorei, dá um belo acompanhamento, ótimo também para servir em um brunch.

Pudim de pão salgado com alho-poró

1 c sopa de óleo ou manteiga
2 alho-porós picados
4 x de milho debulhado (fresco, congelado ou enlatado)
1/2 c chá de páprica picante
1/3 x de salsinha picada ou coentro
1 c sopa de manjericão picado
2 x de leite
4 ovos
5 x de pão amanhecido em cubos
1 x de queijo tipo cheddar picado (eu usei mussarela de búfala)
1/2 x de leite
sal a gosto

Preaqueça o forno à 180C. Unte um refratário com manteiga. Reserve.
Aqueça o óleo em uma panela e refogue o alho-poró e o milho por cerca de 4 min. Tempere com um pouco de sal e a páprica. Adicione as ervas, misture, retire do fogo e reserve.
Bata o leite com os ovos, tempere com cerca de 1/2 chá de sal e junte essa misture ao pão em cubos. Adicione o queijo e o refogado de milho e alho-poró. Misture tudo muito bem, despeje tudo no refratário. Derrame o leite restante sobre a mistura, leve ao forno e deixe assar até que o pudim doure.