2.6.10

Três filmes sobre o Iraque

Não. Não assisti três filmes sobre o Iraque um atrás do outro. Assisti The man who stare at goats e The hurt locker este ano e War, Inc. há um ou dois anos atrás.

Comecemos pelo começo.



Achei War, Inc. um barato. John Cusack interpreta uma espécie de assassino de aluguel que é contratado por uma empresa especializada em "administrar" territórios em guerra para matar um magnata do petróleo. Ele é mandado para um país do Oriente Médio sugestivamente chamado de Turaquistan, onde deve assumir a identidade de um produtor de shows encarregado de organizar o casamento de uma celebridade pop intepretada pela Hillary Duf. O filme é uma grande gozação sobre os EUA e a ocupação do Iraque.


Em seguida, vi The Hurt Locker (não sei como os títulos foram traduzidos para o português e estava com preguiça de pesquisar). O filme de Kathryn Bigelow que ganhou o Oscar 2010. Geralmente não me interesso pelo grande ganhador do Oscar, acho que na maioria das vezes ele diz mais sobre as causas abraçadas por quem dá o prêmio do que sobre o filme em si. Portanto, comecei a assisti-lo sem qualquer expectativa. Tenho que admitir que ele é envolvente. Centrado no relacionamento e no trabalho de um grupo do exército que desarma bombas no Iraque. Recomendo.



Por fim, The man who stare at goats com o George Clooney e o Ewan Macgregor. Outra sátira sobre a guerra no Iraque e sobre o exército americano. Muito divertido e inteligente. E praticamente não vi nada sobre o filme por aí. Gostei mais desse filme do Clooney do que Up in the air que concorreu ao Oscar e no qual o Clooney trabalha para uma empresa contratada por outras empresas para despedir seus funcionários. O filme é politicamente correto, crítico, denuncia a impessoalidade no ambiente de trabalho e a ideia de que todos somos todos "descartáveis".
Mas voltando ao The man who stare at goats, aqui, Clooney é um ex-soldado que fazia parte de uma equipe especial do exército americano que usava poderes paranormais e Macgregor é um jornalista em busca de uma história. Ambos se cruzam no Kuwait e entram juntos no Iraque. A partir daí o filme se divide entre as aventuras dos dois no país e as lembranças do personagem de Clooney.

Pronto. Três filmes com alguma relação com o Iraque. Desculpem se sou concisa, mas esses foram filmes de que gostei e que comecei a assistir sem qualquer expectativa. Acho até que já falei demais.

4 comentários:

Billy disse...

olá!

Destes três falta-me o War, Inc., que agora fiquei curiosa por ver.

Dos outros também gostei muito. E também do Up in the air.

O The hurt locker tem para mim uma mensagem - "war is a drug" - que é absolutamente esmagadora e quase difícil de aceitar como verdadeira (apesar de saber que o é). Quando acabei de o ver, fiquei com aquela sensação... sei lá, como um gosto metálico na boca...

Karen disse...

Billy, concordo com você sobre o The hurt locker. O War, Inc. é bem escrachado, espero que goste!

Fernanda Abatepaulo Linhares Guimarães disse...

Eu vi o "The men who stare at goats". Muito bom!! George Clooney está fenomenal, como sempre!O elenco é todo muito bom!

Karen disse...

Fernanda, o filme é muito bom, não é mesmo? Infelizmente, quase não ouço falar nele!