13.10.10

Bastardos inglórios

 
Outro filme com o Brad Pitt visto nos últimos dias. Sinceramente não sei por que foi tão badalado. Dos filmes do Tarantino, achei um dos mais fracos. Como em Kill Bill, também há uma mocinha com sede de vingança e, como em todos os filmes do Tarantino, há sempre cenas de sangue no estilo do velho-oeste, com balas voando para todos os lados. O que muda é que o cenário é a segunda guerra mundial e os personagens são os nazistas, os judeus e os aliados. Ele também tem a desvantagem de não ser rápido como outros filmes do mesmo diretor.

Única ressalva, Christoph Waltz, como o coronel nazista poliglota rouba mesmo todas as cenas, os outros atores estão bem apagados em comparação.

Dos filmes que saíram na mesma época, acho que District 9 merecia mais atenção. É um filme muito bem sacado e inteligente, sobre alienígenas que vão parar justamente na Africa do Sul, acabam em um campo de refugiados e tornam-se um problema social.  Os alienígenas são grandes e parecem crustáceos/insetos. O filme é bastante irônico, também há um lado bem "kafkanesco", pois um representante do governo sofre uma mutação e começa a se transformar em um alienígena. Recomendo.



8 comentários:

Quéroul disse...

oba! olha o post que sumiu um dia de volta :P

eu sou a pessoa mais estranha pra discutir Bastardos. ninguém entende - e eu tb não sei explicar muito bem - como ele me matou tanto. eu gosto demais do Tarantas, mas concordo que este filme tá longe de ser a obra-prima que ele acha - sou milhares de vezes mais fã de Pulp Fiction e Cães de aluguel.
mas o que eu sofri com ele não tá escrito. na parte final eu chorei tanto, mas tanto, que saí do cinema sem conseguir falar, demorei mais de meia hora pra recuperar o dom da fala, e ainda fiquei chorando no banheiro do shopping.
gosto de Bastardos, mas não sei se tenho coragem de rever e passar por todo esse sofrer novamente.
e Distrito 9 - que também me causou convulsões de choro - mereceu minha torcida no Oscar, desbancando Bastardos como o, até então, predileto.
eu gostei muito da ideia, achei um filme bacana pra caramba. tem lá suas falhas, mas ele é muito mais profundo do que parece ser.
pelo menos eu acho, viu...

=*

Karen disse...

Para sua defesa, Quéroul, acho o gesto do namorado da mocinha muito bonito (e triste). :)

Anônimo disse...

gostei do Bastardos, muito bom. Mas sabe aquela barreira de não querer ver filme de caras que filmam sangue, balas voando para todos os lados com vc diz? preciso transpor as barreiras do taranta,rs.
Falando do Brad Pitt, não gostei das caras e bocas que ele fazia nesse filme. Vai ver é implicância minha, exemplo é o Robert de Niro, no passado fez excelentes filmes, hoje fica difícil ver um filme com ele fazendo aquela mesma cara, rs.
Gostei de Babel, vc viu?
madoka

Karen disse...

Madoka, é verdade! Também achei as caretas dele meio ridículas, acho que ele queria ser meio caricato, mas não ficou legal.

Eu não vi Babel, depois vou me inteirar! rs

Beijos!

aline naomi disse...

Amigos falaram desse filme, mas não me animei a ver. "District 9" me pareceu mais interessante; vou ver se consigo achar por aqui pra alugar.

Karen disse...

Aline, veja District 9 se puder, é bastante interessante.

Marly disse...

Karen,

Veja só como são as coisas: eu odeio os filmes do Tarantino, toda aquela violência estilo
'quadrinhos' chega a me irritar
(chegava, pois eu decidi não ver mais nada dele, exceto se houvesse críticas realmente boas). Mas, eis que acordo um dia desses, no meio da noite, por causa da TV que o meu marido havia deixado ligada,
e dou de cara com este filme. Estava passando a parte em que o tal coronel (suponho) solicitava à moça, dona do cinema, a exibição do filme do outro figurão do nazismo, no cinema dela. Caramba!
achei o diálogo entre os dois arrasador, mal acreditei no que vi e fiquei doida para assistir ao filme todo!

Um beijo!

Karen disse...

Marly, não é que o filme seja ruim, mas gosto mais dos outros.

Se assistir, depois diga o que achou. :)