16.12.10

Minha ficha

Copiei da Tatiane. Por alguma razão inexplicável, não consigo resistir a questionários deste tipo. Para quem não me conhece aqui vai:

Sobre você
Nome: Karen
Idade: 33 anos
Aniversário: 9 de novembro
Emprego: dona de casa realmente é considerado emprego?
Estado Civil: casada
Onde vive, casa ou apartamento: casa
Irmãos: dois irmãos mais novos
Animais: há muitos sapos, lagartixas e pássaros nos arredores, além de um lagarto que mora na tubulação da calha e vive me dando sustos
Fuma: nunca
Bebe: moderadamente

Aparência
Piercings: não
Tatuagens: não, de vez em quando tenho vontade de fazer uma, mas acho que não gostaria de vê-la sobre meu corpo aos 80 anos.
Aparelho nos dentes: nunca
Roupas: confortáveis sempre
Cor dos olhos: castanho escuro
Cor do Cabelo: escuro, mas não preto como a asa da graúna

Favoritos
Cor: azul, preto, branco, alguns tons de vermelho
Número: não tenho número da sorte
Animal: gosto dos cães, mas acho qualquer filhote muito fofo
Flor: todas, não tenho preferência
Comida: pão com manteiga e sopa
Sabor de Sorvete: qualquer um que tenha pedaços de algo
Doce: não é essencial
Bebida Alcoólica: com bolhas (não vale cerveja)
Tipo de música: não tenho uma preferência definida
Banda/artista: Eleni Mandell, Louis Armstrong, Ella Fitzgerald
Música: Qualquer uma do Cole Porter
Livro: Em busca do tempo perdido, muita gente acha um saco, mas eu adoro abrir uma página  qualquer e ler as descrições de uma paisagem ou de uma cena
Filme:A fúria dos titãs (a primeira versão que passava na Sessão da tarde)
Programa de TV: Thalassa (TV5)
Melhor amigo: marido
Dia da semana: sexta-feira
Esporte: cuidar da casa não é exercício?

Vida amorosa
Nome da Pessoa Amada: O.
Estão juntos há quanto tempo: quase 13 anos
E de casados, há quanto tempo: 10 anos e 5 meses
Local em que se conheceram: faculdade
Foi amor à primeira vista? cresceu aos poucos
Quem deu o primeiro passo? foi um movimento conjunto
Já te deu flores: sim
A coisa mais doce que ele te deu: ele me introduziu aos livros do Yasunari Kawabata
Um sonho de vocês dois: nenhum em particular, seguir juntos é o suficiente
Uma curiosidade do casal: somos muito diferentes em vários aspectos, assim mesmo, chegamos até aqui
Quem tem mais ciúme? Sou ciumenta. Quando criança já tinha ciúmes dos meus brinquedos e amigos
Ele se dá bem com a sua família? Sim
E vc com a dele? Sim

Outros
Sabe dirigir? Em teoria, mas preciso de mais prática.
Tem carro/ moto? não
Fala outro idioma? "Falar" mesmo eu não diria, pois nunca tive oportunidade de colocar em prática para  valer, mas leio em inglês e francês com fluência e procuro melhorar a leitura em alemão e japonês.
Coleciona algo? Garrafas vazias, mas sempre acabo jogando fora pela falta de espaço.
Fala sozinha? Praguejo sozinha.
Se arrepende de alguma coisa? Sim, de coisas que poderia ter feito de outra forma.
Religião: não pratico
Confia nas pessoas facilmente? Não, confiança se ganha com o tempo.
Perdoa facilmente: Depende. Mau-caratismo, nunca.
Se dá bem com os teus pais? sim
Desejo antes de morrer: sentir que fiz o que deveria ter feito
Maior medo: ter alguma doença debilitante que me impeça de fazer as coisas sozinha
Maior fraqueza: não funciono muito bem sob pressão, gosto de ter tempo para planejar
Toca algum instrumento? Não.

Alguma vez
Escreveu alguma poesia: sim, e deveria ter escondido
Cantou em público? Sim, mas com outras pessoas em um tipo de karaokê
Fez alguma performance em palco? Toquei um sino em uma peça da escola
Andou de Patins?
Já, mas durou pouco, levei vários tombos
Teve alguma experiência que quase morreu? por sorte, não
Sorriu sem razão? Sim, faço isso quando me lembro de algo engraçado
Riu tanto que chorou?  Sim, sempre por coisas imbecis e que só eu achei engraçadas.

És
Lutadora: Sou mais "estrategista".
Mandona: O. me chama de "capetã", então, acho que sou
Amigavél: tento ser, mas gosto de manter uma certa distância
Sonhadora: já fui mais
Tímida: diria que sou mais reservada
Energética: enquanto a pilha dura
Feliz: relativamente
Depressiva: relativamente
Engraçada: não
Chata: sim
: à revelia
Confiável: sim
Esperta: nem tanto
Dependente: a contragosto
Quieta: muito
Estranha: quando era adolescente eu me achava estranha sim.
Modesta: acho que sim
Indecisa: um pouco, peso demais os prós e os contras e isso leva tempo
Educada: sim
Criativa: mais "arteira" do que criativa
Preguiçosa: moderadamente
Assustadora: raramente
Otimista: não
Curiosa: sempre
Determinada: se o fim valer a pena...
Honesta:
sim
Teimosa: como uma mula
Romântica: não, acho bobagem, gosto de coisas mais práticas
Ciumenta: vide resposta acima
Sincera: não a ponto de dizer coisas que possam magoar outras pessoas
Tolerante: tento ser, mas burrice, por exemplo, me tira do sério
Racional: Penso, logo, existo.
Pontual: sim, daquelas que chegam cedo, o que é frustrante porque ninguém chega na hora

Mais
Como vc está se sentindo hoje:  ok
O que te faz feliz: não ter que cozinhar :)
Com que roupa está agora? camiseta, calça jeans e chinelo
Cabelo: preso
Brincos? Coloco, tiro, esqueço
Algo que você faça muito: reclamar
Conhece alguém que faça aniversário no mesmo dia que você? Meu gerente de banco.
Está confortável com o teu peso: Com o peso sim, mas a distribuição poderia ser melhor...

Complete a frase
Gostaria de ser...totalmente idiota ou um gênio.
Eu desejo...que todos os que amo tenham saúde.
Muitas pessoas não sabem... apreciar o silêncio.
Eu sou... quem sou.
O meu coração é... um órgão.


13 comentários:

Dani disse...

Adorei. Vc é muito original! =)

Quéroul disse...

adoooro.

e ai, Furia de Titãs MUITO AMOR!

agora tem você também pra eu copiar. não fiz esse por pregui, mas agora eu queeero! ;)

=**

tatiane disse...

Adorei as respostas! Queria também ter um lagarto na tubulação da calha, por aqui com sorte aparecem joaninhas à noite.

Karen disse...

Dani, :)

Quéroul, Fúria dos titãs é mesmo demais, né? Espero suas respostas! ;)

Tatiane, joaninhas são uma graça! O lagartão é meio chato e assustador! rs

Anônimo disse...

legal te conhecer um pouco mais. Sobre as tatu, vc conhece o blog da Cris Guerra? do hojevouassim? ah, as tatuagens dela são uma coisa fofa, dá vontade de fazer, a delicadeza, a escolha, é lindo , dá uma olhadela!!
E sobre o medo, também me junto a ti, tenhos os mesmos receios sabe? Mais medo ainda, da cabeça estar a mil e o corpo não!
Gostei do Sr. O. ser o seu melhor amigo, o meu também é.
abraço carinhoso
e bom final de semana

Karen disse...

Anônima, eu conheço o blog sim e também acho as tatuagens bacanas. Mas não sei, acho que é uma questão de conjunto e estilo, nem todo mundo fica bem de tubinho preto, mas basta trocar de roupa para resolver o problema, já a tatuagem é mais complicada. Acho lindo tatuagens em pessoas com pele bem clara e cabelos escuros, mas não sei se ficaria tão bem em mim... :)

O importante é não deixar os medos interferirem no momento presente, não é mesmo? O futuro é sempre incerto...

Abraços e bom final de semana para você também!

ameixa seca disse...

É tão bom conhecer melhor as pessoas que visitamos nos blogs :)

Karen disse...

Responda também, Ameixa! ;)

Anônimo disse...

gomen, a anômima sou eu, é a pressa.
madoka
bom domingo

Karen disse...

Que isso , Madoka! Não precisa se desculpar!

aline naomi disse...

Olha! Um monte de coisa que eu não sabia. A sua idade, por exemplo. Por alguma coisa que você escreveu uma vez (não lembro o quê, não lembro quando), achei que tivesse bem mais anos. E não sabia que tinha casado tão nova (com 23 anos, casar estava totalmente fora de cogitação pra mim).

Ah, infelizmente (?), acho "Em busca do tempo perdido" um saco. Tive de ler uma parte na faculdade, foi um suplício.

aline naomi disse...

Não sei se já leu o resumo humorístico de "Em busca...". Recebi por e-mail algumas vezes, morri de dar risada (desse e dos outros resumos):

Marcel Proust: Em Busca do Tempo Perdido
Resumo: Um rapaz asmático sofre de insônia porque a mãe não lhe dá um beijinho de boa-noite. No dia seguinte (pág. 486. vol. I), come um bolo e escreve um livro. Nessa noite (pág. 1344, vol.VI) tem um ataque de asma porque a namorada (ou namorado?) se recusa a dar-lhe uns beijinhos. Tudo termina num baile (vol. VII) onde estão todos muito velhinhos - e pronto. Fim.

Tem mais resumos aqui: http://lpimentel.blogspot.com/2005/09/leitura-dinmica.html

=D

Não sei se é tão engraçado, porque acho graça de umas coisas nada-a-ver, mas fica a dica.

Karen disse...

Aline, é, eu escrevo como se parecesse ter trocentos anos! rs

Gosto muito de Proust, comecei a ler quando fazia o curso de francês e devorei todos os volumes.

Realmente não acontece muita coisa na história, mas eu acho a forma como ele consegue descrever uma cena maravilhosa. Na maior parte do tempo a vida é assim mesmo, não é? Uneventful e cheia de neuras...