19.5.11

Das ironias

A maioria dos terrenos era coberta por mato e umas poucas casas erguiam-se aqui e ali. Naquela época, morar em lugares assim era ser desfavorecido, afinal, geralmente não havia água nem esgoto, era preciso andar bastante para pegar o ônibus ou comprar um saco de farinha. Mas os moradores se viravam, quase todo mundo tinha um pequeno galinheiro e fazia sua horta no terreno do lado.

Depois que os terrenos se encheram de casas, a rua foi asfaltada e a água encanada, veio a saudade "daqueles bons tempos". Da época em que vizinhos eram todos conhecidos, não havia muros, os cães andavam soltos e os maiores medos (ao menos os meus) eram de assombração e comunistas (acho que era influência do noticiário). Por ironia, esse tipo de vida, alternativa de quem não podia se dar ao luxo de ter casa na cidade, agora é recuperado pelos condomínios que pipocam por aí e está alcance apenas de quem pode pagar por ele.

Nenhum comentário: