28.6.11

Do corpo

Tirei os últimos meses para ir a médicos, primeiro foram os oftalmologistas, depois do problema de adaptação com os óculos novos, voltei a usar os antigos e passei quase um mês tendo que me readaptar a eles. Via embaçado e as luzes me incomodavam. Queria um tira-teima para ver se estava tudo certo comigo. No fim, concluí que foi o psicológico que pesou mais do que o físico. Estou tentando usar os óculos novos com lentes refeitas e acho que estou melhorando. Apesar de sentir uma certa diferença em relação aos óculos antigos, ela não é tão brutal quanto com as primeiras lentes. Acho que realmente havia algo errado com elas, aí tive azar mesmo. Outro dia li que depois de umas três ou quatro semanas o cérebro se adapta, então, estou esperando que ele se toque.

O último especialista foi um médico vascular, desta vez, por insistência do O. que fica consternado com minhas mãos e pés gelados nesta época do ano. E realmente é algo chocante. Nas noites mais frias, meu pés ficam gelados e roxos por horas e acordo várias vezes até que eles se aqueçam completamente. (Agora vocês entendem minha necessidade de cobertores, que, aliás, ainda não foram entregues). Sem falar que qualquer queda de temperatura, mesmo um ar condicionado, faz com que meus dedos mudem de cor, o que me faz usar sandálias apenas em dias muito quentes. Pois bem, a médica fez uma avaliação geral, inclusive de umas veias aparentes que chamo de varizes, mas que ela disse que não eram nada. (Sabem como é, as mulheres têm o hábito de transformar "defeitinhos" em coisas enormes...). O que chamou sua atenção foi mesmo a mudança de cor dos meus dedos, ela disse que nunca tinha visto todos os dedos mudarem de cor de uma vez e até chamou o colega do consultório vizinho para confirmar o diagnóstico: Raynaud.

Não é algo sério, é até comum, eu já imaginava que esse era o meu problema há muito tempo, mas não há um tratamento específico. O sistema nervoso faz com que os vasos se contraiam e o sangue não flua direito para as extremidades. O melhor a fazer é me aquecer. Óbvio. A médica pediu alguns exames de sangue para excluir qualquer doença autoimune, mas não deve ser nada, preciso conviver com essa chateação como tenho feito (e, pelo visto, nem pensar em ir para lugares gélidos).

Então, se um dia nós nos cumprimentarmos, não se assustem com a temperatura das minhas mãos.


8 comentários:

sonia disse...

Karen, tenho uma amiga com a doença de Reynaud. Fica tranquila, ela tem isso há anos e anos e nunca houve problema maior que o susto de ver os dedinhos arroxeados. Mas claro, faz um acompanhamento, sempre é bom.
bjs

tatiane disse...

Meus pés foram sempre gelados, mesmo dentro de meias (no plural). Este inverno estou sentindo muito mais frio que o habitual, acho que é comigo, pois o apartamento bate sol a tarde toda e não vejo o marido com o mesmo frio.
Já meus dedos ficaram arroxeados e formigantes uma época por efeito colateral de um remédio para enxaqueca. Lavar louça era especialmente desagradável e sou desastrada demais para as luvas...

Karen disse...

Sonia, eu não estou preocupada, fico com os dedos roxos há muito tempo, mas quando faz muito frio, isso realmente me incomoda, é um frio que "vai até os ossos". rs

Tatiane, pois é, mesmo com "meias" e cobertas, sinto os pés gelados por horas durante a noite, meu marido tem o problema contrário, ele sente calor nos pés. A natureza tem dessas injustiças.

Um brasileiro disse...

oi moça. estive aqui dando uma olhada e gostei. muito interessante. apareça por la. abraços.

Quéroul disse...

mais outra coincidência K. e O. - Q. e E., além das datas de aniversários e signos...
meus pés são gelados, e Emi dorme com pé pra fora do cobertor, sempre.
eu não tenho essa reação violenta, mas minhas extremidades são SEMPRE geladas, é um horror.

quando te conhecer eu te dou um abração, deus me livre pegar essa sua mão gelada! ;)

=**

Karen disse...

Um brasileiro, obrigada pela visita!

Quéroul, o O. também dorme com os pés para fora, que coisa, hein?

:))

Ana disse...

Essa eu nao conhecia, e minhas maos e pes sao super geladas/os tbem. Alias, desde pequena, inverno p/ mim eh sinonimo de meias 24hs, rs!
E nao somos as unicas com maridos pe quentes... meu marido detesta ficar com meias a menos q esteja usando tenis/sapato, ele chega em casa e ja arranca a meia na hora.
Meus dedos nao mudam de cor assim, ficando claros, mas quando minhas maos/pes estao gelados as unhas ficam roxas.
Ana

Karen disse...

Ana, acho que os homens têm os pés naturalmente quentes! Preciso fazer uma enquete para confirmar isso! rs

Meus dedos ficam arroxeados mesmo, já assustei manicure com isso. :p