7.9.12

7 de setembro data tão festiva...

Havia festa na vizinhança com música ao vivo hoje à tarde e, enquanto pintava a grade (há muita grade para pintar), ouvia pérolas do tipo "eu vou te tcha, tcha, tcha..." e "você é a delegada do meu coração...", ou coisas do gênero, e me perguntava onde estariam os vizinhos que gostavam de MPB, Bossa Nova ou até música clássica. Concluí que quem gosta desse tipo de música é muito egoísta, prefere ouvi-la na intimidade do lar como som de fundo para uma conversa audível. Lamentável.

A única coisa boa era o cheiro de churrasco no ar. O almoço de hoje foi horrível. Escola de como estragar bons ingredientes, mas a salada ficou muito boa. Salada estilo césar feita com alface americana picada, croutons caseiros, molho feito na hora, parmesão. Fiz os croutons com restos de pão de forma e restos de pão italiano, cortei o pão em cubos, coloquei em uma assadeira e temperei com sal e pimenta. Uma boa regada de azeite, uma misturada com as mãos e forno para dourar. 

Já o molho, faço batendo maionese, creme de leite, filés de anchova (ou sardinha anchovada), suco de limão, azeite e um dente de alho no liquidificador. Sem quantidades definidas. Provo e corrijo o que for necessário. É só juntar tudo no final: alface, molho, parmesão, croutons. 

Ao menos o vinho era ótimo.



2 comentários:

Quéroul disse...

tá a maior festividade aqui também: sozinha, trabalhando horrores, almocei um macarrão de dias atrás, e jantei uma pizza de berinjela (tava tudo bom, pelo menos)...

a vizinhança se comportou muito bem no quesito musical, mas nem me deu o prazer (ou a inveja) de sentir cheiro de churras.
acho que tava todo mundo de bode mesmo.

:)

Karen disse...

Quéroul, esse feriado é meio sem graça mesmo...