13.6.14


Lua cheia gloriosa ontem à noite e hoje pela manhã, levantei cedo, abri a porta e lá estava ela. Pena que havia muitas coisas na frente... 


Não fizemos nada especial no dia dos namorados, vamos deixar tudo para o aniversário de casamento. Eu me dei um serrote de presente e fui podar os galhos da primavera que cresceram entre as barras da cerca. Tive que deixar alguns, pois descobri que a cerca está tão podre e enferrujada que os galhos viraram apoios e, se forem cortados, a grade irá ao chão.

Engraçado como sinto a necessidade de algum trabalho braçal para relaxar de vez em quando. Carpir, carregar tijolos, terra, não importa. Minhas mãos definitivamente não são as de uma dama, nem as de uma intelectual, não que seja qualquer das duas coisas... 


Tudo tranquilo por aqui. A copa começou, mas nem assisto, vejo pedaços porque o O. gosta.

Quanto ao vizinho e o galo, bem, a história foi meio chata, tivemos uma conversa ao telefone, o galo foi levado e retornou agora, depois que seu dono cercou a casa com um muro. Nesse meio tempo, instalamos uma janela antirruído e dormimos em uma bolha. Para quem tem problema com barulho, não há nada melhor. Recomendo. O único porém foi que tivemos que fazer uma estrutura para o ar condicionado (de janela) ou não adiantaria nada. 

Nenhum comentário: