17.3.16

Após a chuva

A água subiu na sexta e baixou no domingo. Levou metade da estrada de terra. Alguns corajosos ainda se arriscaram a ir embora mesmo com ela alagada. Algo fora de questão para carros baixos como o nosso. Fizemos compras mais robustas para os próximos dias. Enquanto chover e o rio estiver cheio, nunca se sabe. A água entrou em várias casas. Tenho pena das pessoas que realmente moram aqui e não aparecem só para recreação, pois a perda e o susto são bem maiores. Acredito que a natureza sempre reivindique aquilo que lhe foi tomado e, bem, moramos sobre um antigo brejo na beira de um rio. Meu pai sempre nos aconselhou a escolher casas em lugares mais altos, o que meus irmãos fizeram. Eu casei e vim para cá.

Resta esperar o fim da estação das chuvas. Enquanto isso, persevero com a horta. Descobri que o culpado pelo sumiço das minhas mudas provavelmente seja uma tal de paquinha, um bichinho parecido com um grilho que faz galerias no solo e tem hábitos noturnos. Comecei a usar uma mistura de fumo comprada pronta para pulverizar as plantas, mas ainda não vi efeito. Fiquei em dúvida sobre se deveria refazer a pulverização depois das chuvas, alguém sabe?

Como tenho bastante pimenta malagueta, resolvi preparar uma solução para ver se ela é mais eficiente do que o fumo. Se não resolver, espero que os ataques diminuam depois de abril, quando as verduras ficam mais vistosas e não há tanta umidade no solo (parece que a paquinha gosta de umidade e estamos com muita).



preparando uma solução de pimenta malagueta e álcool para pulverizar as plantas
minhas últimas pimentas jalapeño, consegui só um pé, mas aproveitei bastante, ô pimenta gostosa!
andorinhas
tuins no coqueiro
as orquídeas não floresceram tão bem este ano
canna índica vermelha

2 comentários:

Yolanda disse...

Karen, sinto muito por vc e pessoas que moram nessa região.
As chuvas sempre trazem transtornos para todos apesar de necessária, talvez tenha razão no que se refere a natureza, precisamos refletir sobre isso.
Boa sorte com sua horta e jardim, que continuem lindos!!!
Bjs.

Karen disse...

Oi, Yolanda! Acho que precisamos aprender a conviver com esse tipo de situação atualmente, buscar soluções quando possível. Diante de tantas desgraças, até que tivemos sorte.

Um lindo domingo!