2.8.16

Horta, etc. - agosto


Andei ocupada com várias pequenas atividades em casa. Realmente não entendo quem diz que não gosta de ficar em casa por não ter nada para fazer. Há sempre muito a ser feito. Trocamos o portão e, como ele seria mais alto do que anterior, um pedreiro completou o que faltava nas colunas e eu fiz o acabamento, removi a trepadeira que as cobria, lavei, lixei, passei textura e pintei.

Arrumei uma pessoa para podar a sibipiruna que estava ficando enorme e ela retirou todos os galhos que vinham para o lado da casa ou estavam sobre os fios de telefone e eletricidade. Minha ideia era ser mais radical, queria que os galhos novos brotassem mais baixo, mas fui detida pelo O. Sei que não é muito feminino ser mais utilitarista do que romântica em relação à horta e ao jardim, mas prefiro ser prática. (Guardei alguns galhos para usar como lenha no próximo ano).

O cara que cortou os galhos era ótimo, sabia exatamente onde cada galho iria cair, mas bastou a pontinha de um para desprender um pouco os parafusos que seguram a fiação telefônica da parede. A culpa não é dele, pois a fiação já tinha caído uma vez em uma poda anterior feita por uma pessoa bem menos hábil e estava em situação precária.  Estou procurando alguém para resolver isso. Como suspendemos o telefone por 3 meses devido a roubos sucessivos de cabo telefônico na estrada, isso não é tão urgente.

Temos limpeza de calhas, caixa d`água e troca de telhas quebradas (sempre tem alguma) esta semana. Depois disso, esperamos estar preparados para a estação das chuvas no verão.


A florada de maracujá doce rendeu quatro maracujás. Espero provar sua polpa antes dos percevejos.
percevejos sobre o maracujá
As verduras nos canos não parecem ter se adaptado bem
A sibipiruna após a poda
lenha
flores de coentro, aguardo as sementes para usar como tempero
flores de brócolis começando a surgir
Tentando imaginar quando poderei colher a penca de banana nanica
nova no pedaço
flores de café
secando um punhado de grãos, espero obter algumas xícaras de café
A colheita de cúrcuma foi muito boa este ano, só não sei o que fazer com o excedente, acho que pouca gente a usa para cozinhar

Conto do escritor japonês Osamu Dazai traduzido por mim na revista eletrônica (n.t.) de junho.


9 comentários:

Anônimo disse...

Que delícia morar num lugar espaçoso assim! Sua horta está maravilhosa! Meu pé de maracujá deu muitas flores, mas não vingou nenhuma fruta... acho que as mamangavas não apareceram.

Adoro cúrcuma e sempre uso no arroz ou frango! Às vezes encontro para comprar aqui em SP... que fartura você tem aí!

Boa semana!
Abraços, Alê

Karen disse...

Oi, Alê! Que pena que sua florada não rendeu nenhuma fruta! Estou de olho nos meus, espero que pelo menos um chegue ao fim inteiro.

Eu não cozinho muito arroz, mas gosto de usar a cúrcuma em pratos "quase" indianos. Se você morasse perto eu daria uma porção.

Abraço,

Karen

Yolanda disse...

Karen, como sempre sua horta está belíssima! é muito prazeroso cuidar das plantas. Essa árvore é linda e sempre surgindo espécie diferente e bela.
Eu trouxe açafrão de Aracaju e sempre uso no arroz.
Concordo com você, em casa nunca falta serviço, falta tempo.
Bjs e ótima colheita.

Karen disse...

Obrigada, Yolanda! Você trouxe o açafrão da casa da sua irmã? Pensava que o pessoal por aqui usasse mais urucum/colorau na comida, mas deve ser só impressão... Beijo e uma ótima semana!

Anônimo disse...

Que pena, adoraria ganhar uma porção dessa cúrcuma, bem como daqueles gengibres que você doou há um tempo atrás! Mas obrigada pela gentileza!

Na minha safra anterior de maracujá consegui bons frutos, mas não deixava amarelar totalmente no pé; caso contrário, os frutos eram atacados por um tipo de besouro que furava a parte de baixo da fruta até chegar na polpa. Boa sorte com os seus frutos! Depois poste fotos deles maduros!

Karen disse...

Aqui são os percevejos que furam os frutos. Tiro fotos se sobrar algum... :)

Taís disse...

Dividimos o mesmo problema: também não entendo as pessoas que dizem não ter o que fazer em casa =D

Linda horta!!!

Karen disse...

Oi, Taís! Pois é, ultimamente tenho gostado mais de ficar em casa! E o seu blog? Abraço!

Taís disse...

Voltando a ativa após mais de um ano com a cabeça no trabalho e nos estudos, estou retomando ele nesta semana \o/

Muito bom voltar a escrever e poder acompanhar os blogs queridos, nem isso estava conseguindo fazer direito :/

Mas agora é vida nova!:)
Bjão!