24.12.16

Boas festas!



Este ano foi cansativo, parece que fiz tanto e, ao mesmo tempo, ele passou muito rápido. Li bastante (como sempre), plantei, colhi, consertei, limpei (e ainda estou limpando como faço nos finais de ano). A horta continua nos dando berinjelas, batata-doce, ervas, alho-poró, um pouco de alface e quiabo. Com exceção da figueira (cujos frutos são consumidos pelos sanhaços), dos pés de maracujá-azedo e dos mamoeiros, as outras frutíferas ainda não entraram em fase de produção. Cannas e orquídeas são minhas pequenas notáveis dentre as flores.

Desejo um ótimo final de ano a todos. Esperemos que 2017 seja melhor, muito melhor. Seguem algumas fotos:

Céu riscado

Mamoreiro
Vinca
O maracujá-doce não me deu frutos este ano, mas, em compensação, o azedo...
Flor de quiabo
Caladiums rebrotaram...
 
adoro suas folhas coloridas...
 
lindas, né?
A última canna a florescer
 Essa é uma espécie de orquídea chamada catasetum (segundo o google). Nasceu sozinha e estava crescendo entre as folhas de um coqueiro. Uma dia ela caiu e coloquei em uma árvore, não tinha ideia do que daria. Ela floriu pela primeira vez neste final de ano.