29.11.07

Lombo de porco recheado com frutas secas

Tivemos um compromisso em SP na quarta, mas como não podíamos entrar na cidade naquele dia da semana, por causa da placa do carro e do rodízio, passamos a noite de terça para quarta em um hotel. Já disse que começo a odiar hotéis, não é mesmo? Não consigo dormir e sempre tenho que fazer algumas equações mentais para pensar no que comer em território estranho. Outro fenômeno bizarro que nos acomete quando estamos nos quartos de hotéis é ficarmos passando de um canal para o outro sem pararmos em nenhum e acabarmos vendo pedaços de programas que normalmente não veríamos em casa, foi em um desses momentos de puro tédio que O. parou em um canal da rede aberta no qual estavam preparando uma receita de lombo recheado, havia um cozinheiro e uma mulher loira (acho) com cabelos compridos (então não era a Ana Maria Braga). Antes que O. mudasse de canal, decorei o seguinte e coloquei em prática:

"Abra um lombo em forma de manta (dá um certo trabalho, é como fazer um rocambole ao contrário, procure não fazer buracos), tempere com suco de limão, sal, pimenta, alho e gengibre picadinho. Deixe nesse molho por 12 horas."

Vi que o recheio levava tâmaras e castanhas do pará batidas no processador, mas aí já não pude ver mais detalhes porque a paciência do O. acabou. Terminei a receita do meu jeito, recheei com damascos e tâmaras sem caroço inteiros, enrolei, amarrei com um barbante, coloquei em uma forma na qual adicionei meia xícara de água (isso eu vi no programa), cobri muito bem com uma folha de papel alumínio e levei para assar em fogo médio/baixo por 2 horas, retirei o papel e deixei dourar regando com o caldo por mais uns 30 min. Ficou muito bom! (Mas se alguém tiver visto o programa, poderia me passar a receita do recheio?). O que achei que fez mesmo a diferença foi adicionar o gengibre no tempero.

27.11.07

Congelando livros

Não é que eu não esteja cozinhando, cozinhar é uma necessidade, mas não tenho feito nada demais e também não ando com aquela gana de ficar entre panelas ou de procurar receitas novas para testar. É uma fase ("temos fases como a Lua", já escreveu a Cecília) e também tenho procurado ficar menos tempo na blogosfera e adjacências.
Comecei a limpeza de final de ano e também dei um trato na minha pessoa, resolvi cortar os cabelos, algo que não fazia há pelo menos meio ano. Odeio cortar os cabelos e imagino que os cães levados para a tosa devam se sentir como eu me sinto enquanto alguém com uma tesoura fica mexendo na minha cabeça, um pouco infeliz, mas resignada. Acho que ficou bom, mas decidi usar uma franja e ela exigirá manutenção constante, algo chato, mas posso cortar eu mesma ou deixar crescer.


Tenho lido, isso sim. E estou animada para ler em alemão, não que tenha me tornado assim fluente, mas estou melhorando. Peguei os livros da foto na escola , eles foram doados e na hora do intervalo no sábado passado, havia um monte à disposição dos alunos, era escolher, pegar e levar. Não havia muitas obras de autores alemães, mas consegui encontrar alguma coisa. Chegando em casa, coloquei os volumes dentro de um saco tipo
ziplock e deixei no freezer de um dia para o outro, esse é um bom procedimento para matar traças e carunchos e uma boa prática caso você goste de comprar livros em sebos e tema uma infestação na sua biblioteca. Não me lembro onde aprendi isso, sei que li em algum lugar, mas a idéia é ótima.



21.11.07

Meme pessoal

Sou uma daquelas pessoas que não resistem ao impulso de falar um pouco sobre si mesmas...

01- Que horas são? 20:26h.
02- Nome? Karen
03 - Quantidade de velas no teu último aniversario? 30
04 - Tatuagens? Não, apesar de às vezes ficar tentada a fazer uma bem discreta...
06 - Piercings? Não.
07 - Já foi à África? Não, mas sempre tive vontade de conhecer o Egito e o Marrocos.
08 - Já ficou bêbado? Bêbada mesmo, não.
09- Já chorou por alguém? Sim.
10 - Já esteve envolvido em algum acidente de carro? Infelizmente, sim.
11- Peixe ,carne ou frango? Peixe ou frango, procuro evitar carne vermelha.
12 - Música preferida? Várias, nem dá para dizer qual é a preferida.
13- Cerveja ou Champanhe? Champanhe!
14 - Metade cheio ou Metade vazio? Depende do meu humor.
15 - Lençóis de cama lisos ou estampados? Lisos.
16 - Filme preferido? Vide lista do perfil.
17 - Flor(es)? Com exceção dos crisântemos (que sempre associei aos cemitérios) gosto de todas.
18 - Coca-Cola simples ou com gelo? Antigamente, sem gelo e sem gás (argh!), mas faz tempo que não bebo refrigerante.
19 - De que pessoa recebeu esse e-mail? Vi o meme no blog da Akemi.
20 - Quem dos teus amigos vive mais longe? A Akemi!
21 - O melhor amigo? Meu marido.
22 - Quem você acha que vai responder a esse e-mail mais rápido? Não sei.
23- Quantas vezes você deixa tocar o telefone antes de atender? Duas, na terceira cai na secretária eletrônica.
24 - Qual a figura do seu mouse-pad? Não uso mouse-pad.
25 - CD preferido? Atualmente, Miracle of five da Eleni Mandell.
6 - Mulher bonita? A imperatriz do Japão é meu modelo de beleza feminina.
27- Homem bonito? Varia muito!
28 - Pior sentimento do mundo? Inveja.
29 - Melhor sentimento do mundo? Satisfação pessoal.
30 - O que uma pessoa não pode ter para ficar com você? Falsidade.
31 - Qual o primeiro pensamento ao acordar? "O que eu tenho que fazer hoje?"
32 - Se pudesse ser outra pessoa, quem seria? Não sei, talvez um turista fazendo uma refeição em um daqueles hotéis que tem vista para um cenário deslumbrante em outro canto do mundo.
33 - O que você nunca tira? Aliança.
34 - O que é que você tem debaixo da cama? Um ou outro par de sapato.
35 - Qual a pessoa que talvez não te responda? Muita gente.
36 - Aquele que com certeza vai te responder? ...
37 - Quem gostaria que te respondesse? Todos.
38 - Uma frase: "Variedade é o tempero da vida".
39 - Que dia é hoje? 21/11/2007
40 - Qual livro vc está lendo? The Naked Heart do Peter Gay e as Mil e uma noites.
41 - Uma saudade: de alguns momentos com alguns amigos.
42 - Uma característica tua: ansiedade.

20.11.07

Cookies de aveia e mel

Receita da Food Network. Queria algo nutritivo e gostoso para beliscar de vez em quando. Achei a receita muito boa e bastante versátil. Usei um pouco menos de manteiga e os meus cookies saíram mais "gordinhos" e não esparramados como os da foto do site.

Cookies de aveia e mel

3 c sopa de manteiga à temperatura ambiente (usei pouco mais de metade disso)
1/2 x de açúcar mascavo
1/4 x de mel
1 ovo
1 c sopa de água
1/2 x de farinha (usei integral)
1/2 c chá (rasa) de sal
1/4 c chá de bicarbonato de sódio
1 1/2 x de aveia em flocos mais finos
Qualquer quantidade de: tâmaras picadas, passas, figos secos, gotas de chocolate, nozes, etc. (Você escolhe o que quiser! Eu usei nozes, castanha de caju e damascos)

Preaqueça o forno à 180C. Unte uma forma grande ou forre-a com papel manteiga ou papel alumínio.
Bata a manteiga, o açúcar mascavo, o mel, o ovo e a água. Peneire os ingredientes secos e adicione a aveia. Misture os ingredientes secos com a mistura de manteiga e açúcar e mexa bem. Coloque os ingredientes adicionais que tiver escolhido, modele os cookies ou derrube colheradas da mistura na forma e asse por 12-15 minutes. Deixe esfriar.

16.11.07

Meme cultural

Vi o meme no blog da Maria Helena e tive que responder!

Último livro comprado
Apesar de gostar de ler, não costumo comprar muitos livros, quer dizer, raramente compro livros e quando compro, geralmente são dicionários ou livros de gramática de línguas estrangeiras (minhas últimas aquisições foram livros de verbos espanhóis e italianos), sou mais prática nesse aspecto. A compra de literatura cabe ao O.
Estou lendo agora
Der Prozess, Franz Kafka. ("Lendo" é maneira de dizer, pois vou devagar quase parando, cansa ficar procurando palavras no dicionário. Na verdade é uma releitura para praticar o alemão.)


Les mille et une nuits, estou no segundo volume, também devagar, após umas mil e quinhentas páginas, meu pique diminuiu.


Número de livros que tenho


Como não compro, tenho bem poucos livros MEUS, mas a biblioteca do O. é suficientemente grande para que eu deteste a época em que preciso limpá-la. (O. adora ter livros e também é um leitor voraz e ciumento, daqueles que não emprestam e não vendem para ninguém, nem mesmo membros da família, acho que eu fui a única exceção à regra e por isso tivemos que nos casar.)


Três livros que significam muito para mim

Os colegas da Lygia Bojunga Nunes, Contos do Andersen, O país das Neves (Kawabata)


Últimos filmes que vi


No cinema: Acho que foi Sin City (como podem perceber, não vou muito ao cinema...)
Na tv: Elsa e Fred, uma graça de filme.

Filmes que significam muito para mim


Imensidão Azul (Luc Besson); O pássaro azul (Walter Lang); (ops, quanto azul!); Comer, beber, viver (Ang Lee); A excêntrica família de Antônia (Gorris), Rapsódia em agosto (Kurosawa), O casamento de Muriel (Hogan).


Último cd que comprei


Quando foi que comprei meu último cd? Não me lembro... Acho que foi uma coletânea de música cubana...

Música que estou ouvindo agora


Eleni Mandell
e Edith Piaf

Três músicas que significaram muito para mim
Bebida Favorita

Água
Personagem favorita
A Jô de "Pequenas Mulheres" da Louisa May Alcott.
Férias favoritas
São Sebastião (litoral norte de SP) na casa de uma tia quando era criança.
Vício favorito
Doces

Aqui fica o meme para quem quiser responder!

12.11.07

Pavê de maracujá com chocolate da Sheila


A sobremesa do almoço foi pavê de maracujá com chocolate da Sheila. Este não precisa de comentários, DELICIOSO! Todo mundo adorou! Obrigada, Sheila!

(Eu só não usei o chantimix, fiz o chantilly com creme de leite fresco.)






Pavê de maracujá com chocolate da Sheila


Ingredientes:

1 1/2 pacote de biscoito de leite (ou q.b. para as camadas)
170 grs de chocolate ao leite picado em quadradinhos (com chocolate branco também deve ficar ótimo)

 
Creme de maracujá
 
1 lata de leite condensado
1 caixa de creme de leite (ou 1 lata sem soro)
1/2 xícara de suco de maracujá concentrado
 
 
 
Chantilly

2 caixas de chantimix (deixe na geladeira por umas 2h antes de usar), ou creme de leite fresco
4 col (sopa) açúcar


Geléia de maracujá

1/2 xícara de suco de maracujá concentrado
1 xícara de açúcar
1/2 xícara de água
2 col. (sopa) de amido de milho
Polpa de 1/2 maracujá com as sementes



1. Faça o creme de maracujá misturando todos os ingredientes em uma vasilha até ficar homogêneo. Reserve na geladeira.

2. Enquanto isso, faça a geléia da seguinte forma: dissolva o amido de milho na água e junte com o açúcar e o suco de maracujá numa panela, mexendo bem até dar ponto (fogo baixo). Acrescente a polpa do maracujá, misture bem, apague o fogo e deixe esfriar.

3. Para o chantilly, bata as duas caixas de chantimix (geladas) com as 4 colheres de açúcar até dobrar de volume (velocidade alta por uns 5 minutos, depois velocidade baixa até dar ponto). Reserve na geladeira.


Montagem:

Em uma vasilha de vidro larga e alta, coloque um pouco do chantilly na base para grudar os biscoitos. Depois siga esta ordem para as camadas: biscoitos - creme de maracujá - chocolate - chantilly - biscoitos.... até terminar.

A última camada deve ser a de geléia, para finalizar o pavê.

Deixe na geladeira até o momento de servir.



Bobó de frango e farofa de dendê

O almoço de ontem foi bem simples, não queria nada que desse muito trabalho, mas que ainda fosse gostoso. Quem me deu a idéia do menu foi a Lara: bobó de frango com farofa de dendê. Muito simples e com ótimo efeito. Eu só tive problemas com a mandioca, comprei algumas na sexta e quando as cortei, elas estavam escuras por dentro. Tive que ir correndo desenterrar algumas no fundo do quintal debaixo da garoa, não queria ter que usar as que estão plantadas alí, pois já tinham passado do ponto de colheita, além disso, são de tipo ruim para cozinhar, ficam duras mesmo depois de passar uma hora no fogo, mas não teve jeito. No final, quebraram o galho (infelizmente não tirei foto do bobó). A farofa de dendê combinou bem, é muito gostosinha.

Bobó de frango
1 kg de peito de frango cortado em cubinhos, temperados com limão, sal e pimenta
2 cebolas médias picadas
1 xícara de purê de tomate
1 kg de aipim cozido
1 xícara da água do cozimento do aipim
1 xícara de leite de coco
Óleo para refogar o frango
Coentro fresco a gosto

Aqueça o óleo numa panela e refogue os cubinhos de frango. Assim que mudarem de cor, abaixe o fogo, tampe a panela e deixem cozinharem. Uns dez minutos depois, destampe a panela e deixe a água evaporar. Quando estiverem começando a ganhar aquela coloração de tostadinho, junte as cebolas e o purê de tomates. Abaixe o fogo novamente, tampe a panela e deixe cozinharem por 20 minutos. Enquanto isso cozinhe os aipins e, assim que estiverem cozidos e escorridos, bata-os no liquidificador juntamente com a água reservada e o leite de coco. Após os 20 minutos de cozimento do frango com os tomates, junte este creme. Mexa bem, apure o tempero com mais sal e pimenta e acrescente uma porção generosa de coentro fresco picadinho.

Farofa de dendê

Basta refogar a farinha de mesa (usei farinha de mandioca torrada) no óleo de dendê e temperar com sal.

10.11.07

Sequilho

Receita colocada no Fórum do Cybercook pela Geni Gimenez, meus primeiros sequilhos e posso afirmar que foram os melhores que comi! São extremamente crocantes e leves, fiz há quatro dias e ainda estão ótimos! Fiquei muito contente com o resultado e ainda mais feliz pela receita usar polvilho doce ao invés de amido de milho como a maioria das que encontrei em minhas buscas anteriores.

Sequilho da Geni

1/2 x de manteiga à temperatura ambiente (cerca de 100g)
1 ovo

8 c sopa de açúcar

1 pitada de sal

1 c chá de fermento em pó

cerca de 2 1/2 x de polvilho doce (adicione mais caso necessário)


Preaqueça o forno à 180C. Bata na batedeira a manteiga (reserve 1 c sopa para untar a forma, eu acabei forrando com uma folha de papel alumínio), o ovo, o açúcar, o sal e o fermento por 3 minutos. Aos poucos, junte o polvilho e amasse com as mãos. Sove por 10 minutos, ou até que a massa fique macia, firme e lisa. Modele bolinhas e, com a ajuda de um garfo, pressione a massa formando sulcos. Coloque as bolinhas em uma assadeira grande, untada com a manteiga reservada. Leve ao forno por 15 min ou até que os sequilhos dourem. Retire do forno e, assim que amornar, desenforme com cuidado. Sirva com café adoçado com rapadura.

Dicas da Geni: a massa do sequilho deve ser muito bem sovada. Quanto mais for sovada, melhor será o resultado. O sequilho ficará leve e delicado. Este não fica "emborrachado".


7.11.07

Risotto com pesto

(Ok, tive que preparar alguma coisa mais apetitosa por aqui antes do final de semana!)

Quando li a descrição de uma refeição preparada pela Helô que consistia de um trio de risottos (isso mesmo, três tipos de risotto em uma única refeição!) fiquei encantada com a idéia, mas o que me deixou ainda mais curiosa foi o seu risotto com pesto. Perguntei como ele era preparado e ela gentilmente passou a receita do pesto por e-mail.

Manjericão comprado, preparei uma porção bem pequena de pesto, só para o risotto mesmo, preparei um risotto básico refogando um pouco de cebola em azeite, depois o arroz arbóreo, um pouco de vinho branco e fui adicionando caldo de frango quente aos poucos, até que o arroz ficasse no ponto. O pesto entra no final, antes de servir. (Como fiz pouco pesto, não deu para bater os ingredientes tão bem e ele ficou mais "grosseiro", com pedaços de amêndoas e manjericão ainda meio grandes. Também tive que deixar o risotto na panela para esperar o O. terminar de fazer as coisas dele e o arroz acabou absorvendo parte do líquido, o que deixou o risotto menos cremoso).

Que prato delicioso! Coloco as dicas do pesto que a Helô passou por e-mail porque acho que são preciosas e recomendo que leiam o seu post sobre trio de risottos, porque vale a pena. Helô, obrigada!

Receita de pesto da Helô

"Os ingredientes:
- manjericão: de preferência bem fresquinho, bem verdinho e, melhor ainda, aquele de folha grande, que tem um sabor mais docinho (foi o que usei)
- queijo parmesão de boa qualidade, ralado na hora
- azeite de oliva: eu comecei fazendo só com extra virgem; depois usei também virgem e agora uso extra virgem com azeite misto (algodão + oliva, e na falta desse, soja + oliva). Tudo em nome da redução de custos.
- nozes: já usei chilenas, uso muito a pecan; castanha do pará também dá um resultado bom, mas o meu preferido é com avelã. Fiz uma única vez com pinoli, há muito tempo, tanto que nem me lembro se fica tão melhor assim.
- alho
- pimenta-do-reino moída na hora: uso em geral a preta, mas já fiz com a branca também, e não notei diferença.
- sal, se precisar



As quantidades...
Tudo depende da quantidade que eu tenho disponível de manjericão fresquinho. Coloco as folhinhas no liquidificador e vou derramando o azeite, o suficiente para bater as folhas e fazer um creme verdinho. Acrescento então:
- queijo (um punhadinho, vai saber...)
- nozes (antes eu picava miudinha, agora acrescento em pedaços e gosto mais; podes também acrescentar por último, se preferes pedacinhos maiores no final)
- alho (aqui também depende muito do gosto dos viventes: um pouco a mais e vira pestalho, como meus filhos chamam; mas se ficar muito forte, deixa na geladeira por uns 2 dias que ele suaviza)
- pimenta-do-reino (também a gosto), um pouquinho de sal.



Bato tudo bem batido, e provo.


Podes também usar mais azeite, de modo que quando o pesto esteja assentado no vidrinho, sobre uma cobertura por cima. Assim ele dura mais na geladeira (meu primo, que é chef, fez assim para deixar na casa de Garibaldi, prá gente ter numa emergência, e dura um tempão). Eu prefiro sem tanto azeite, um creme mais homogêneo. Também levei a minha versão para Garibaldi, só que coloquei no congelador (comum, não freezer).


Basicamente é isso. Podes alterar as quantidades: por exemplo, se gostas de nozes, bota mais. Ele pode ser usado na hora (aí, cuidado com o alho - ou não, dependendo de quem vai comer) ou guardado na geladeira. Prá usar na massa, eu sempre guardo um pouquinho da água do cozimento, prá diluir mais o molho e misturar melhor. Meu primo não deixa a massa cozinhar até al dente: tira da água antes, devolve prá panela e então acrescenta o pesto, terminando o cozimento assim e, se necessário, acrescentando um pouco de água."