29.4.10

Tudo o que você sempre quis saber sobre pias e muito mais

Update: Problema quase resolvido. O vendedor da marmoraria veio até aqui, viu o problema, pediu desculpas pelo transtorno e me disse que a loja iria providenciar o frontão/espelho novo sem custos e que o instalador iria ter que se encarregar de arrumar os alongadores de torneira. Agora é esperar até a próxima semana para ver o resultado final. Espero ter belas fotos para mostrar, dedos cruzados.

****

Olá, detesto quebrar o jejum do blog para escrever este post sobre um assunto que, para mim, foi e está sendo traumático, mas, de qualquer forma, o assunto está relacionado à cozinha.

A história é a seguinte: resolvi trocar a pia da cozinha porque a antiga estava bem velhinha e queria aumentá-la alguns poucos centímetros de cada lado para ganhar um mínimo de espaço . Procurei uma marmoraria, o vendedor tirou as medidas, olhou, disse que não seria necessário quebrar azulejos, fui até a loja para escolher a pedra (escolhi a de que mais gostei e que era bem mais cara do que tinha imaginado), contratei a instalação lá mesmo para ter um "serviço profissional" e esperei.

Aqui, preciso dar uma breve explicação sobre os componentes de uma pia, algo que aprendi apenas neste momento da minha vida. Se você for até uma loja de materiais de construção, você encontra pias prontas para instalar, mas as medidas nem sempre se acomodam às suas necessidades e se quiser ter uma pia feita sob medida, o ideal é ir até a marmoraria, sai mais caro, mas você pode decidir, dentro de certos limites, o que deseja. (Se você resolver contratar os serviços de uma loja de móveis para fazer o gabinete debaixo da pia, ela também vai dar os seus pitacos sobre as medidas da pedra, porque os móveis têm um certo padrão e o ideal é deixar uns dois centímetros livres nas beiradas. Quer dizer, a pia tem que ser um pouquinho maior do que o móvel).

A pia é composta de toda aquela parte plana onde cortamos vegetais e colocamos nossas louças para secar, uma borda que evita que a água escorra pelos lados, a cuba (cujo modelo e tamanho podem ser escolhidos), de alguns suportes de metal, chamados de "grapas", que são instalados na parede para sustentar a pia e de um espelho ou frontão que é aquele pedaço de mármore que fica encostado na parede.

Meu problema começa com o frontão, quando o vendedor veio até minha casa para tirar as medidas, ele sugeriu que ele tivesse 7cm para ficar praticamente no mesmo lugar do anterior e junto da base da torneira, mas ele afirmou que seria possível aumentá-lo pois o instalador poderia recortar o frontão ao redor da base da torneira no dia da instalação e encaixá-lo sem problemas, dizendo que ficaria perfeito. Como eu queria garantir que todas as falhas poderiam ser escondidas caso o instalador quebrasse um pouco mais de azulejo do que o previsto eu pedi para que o frontão passasse para 8cm de altura. Ok. Tudo pago e acertado.

Ontem foi o fatídico dia da instalação. O instalador e o auxiliar vieram e, para começar, quando viram o frontão e quando disse que ele teria de ser ligeiramente recortado, o instalador fez uma careta e me disse que ficaria feio, que ele não tinha um instrumento apropriado para fazer isso e que na loja ninguém lhe tinha dito nada, mas que "ele daria um jeito". Aí eu já não sabia mais em quem confiar, no vendedor que me disse que o trabalho ficaria ótimo ou no instalador deles.

Começa o quebra-quebra, e que quebra-quebra! Segundo o instalador, a pia antiga estava muito "chumbada" na parede. Ela praticamente saiu na força bruta, quem passasse pela rua acharia que estavam derrubando uma parede. Sem falar que o meu gabinete debaixo da pia precisou ser retirado para facilitar o trabalho, retirado não, arrancado, os parafusos tortos no azulejo meio quebrado estão lá para confirmar. Como eu também contratei o serviço de móveis sob medida para trocar o gabinete no mesmo local porque me pareceu mais prático e achei que os dois lados teriam mais chances de se entender, mas me enganei. (Na verdade a loja de móveis não é do mesmo dono da marmoraria, são de sócios diferentes, mas a loja de móveis estava provisoriamente instalada por lá até a inauguração, uma longa história). Tratei da pia antes de fechar a parte do móvel e, naquela ocasião, o vendedor da pia tinha me dito que era possível instalar a pia sem retirar o gabinete.

Já o instalador da pia chegou com ordens de retirar a pia dadas pelo projetista dos móveis! Eu tinha pedido apenas que ele se certificasse, com este último, de que as grapas estavam nos lugares corretos para que não impossibilitassem a instalação do gabinete, afinal, os dois serviços, teoricamente, seriam independentes. Conclusão, tenho que esperar duas semanas pelo gabinete novo. Provisoriamente, coloquei meu gabinete antigo sobre alguns tijolos e deixei debaixo da pia para colocar apenas as panelas que estavam espalhadas pela casa.

Voltemos ao frontão. O instalador quebrou muito mais azulejos do que o previsto e a frontão não vai esconder todo o estrago. Sem falar que ele quebrou azulejos mesmo abaixo da pia e me acalmou dizendo que tudo seria escondido pelo gabinete novo... Ele me sugeriu que fizesse um outro frontão, agora com sei lá, quase 20cm para esconder tudo e para que a torneira ficasse totalmente sobre o mármore, algo que, segundo ele, teria sido o ideal desde o início, algo que nunca me foi sugerido pelo vendedor.





Agora quem vai ter que pagar o estrago, o fontrão novo, sou eu. Sem falar que apesar de ter contratado o instalador com a loja, toda a parte de encanamento não é problema deles, se você quiser fazer algo a mais, deve entrar em contato com o instalador e combinar à parte. Se a solução for mesmo a instalação de um frontão novo, ainda vou ter que pagar por algo chamado "alongador de torneira", para trazer a torneira mais para a frente devido à espessura do mármore e parafusos mais longos para trazer a tomada também mais para frente. Alguém sabe se isso fica bom?





O cúmulo foi que o instalador conseguiu instalar a pia pela primeira vez fora do centro do esgoto, quer dizer, o buraco do ralo ficou desalinhado com a posição da torneira, isso depois do azulejo já ter sido recortado, conclusão, fiquei com um recorte na parede impossível de ser escondido, pois meu azulejo está fora de linha e não tenho nenhum sobrando. E, para colocar a cereja no bolo, o instalador da pia teve que pedir um pouco de massa do pedreiro do vizinho para tapar os buracos da parede.




Já nem sei mais o que vai acontecer. Estou esperando alguém da marmoraria para ver o serviço e me propor uma solução.

Eu sou tão boba! Em situações desse tipo eu fico complemente catatônica, sem saber o que fazer, ao invés de gritar, mandar todos para os diabos é como se eu me esvaísse por um ralo (uma metáfora bastante apropriada).

Conselhos, experiências, consolo, tudo é bem vindo!

A continuar... Infelizmente...