10.9.11

Something like hapiness



Filme tcheco de 2005. Monika tem um namorado que parte para os EUA em busca de um emprego e espera o momento certo para juntar-se a ele. Tonik tem um relacionamento complicado com o pai e vive com a tia em uma casa caindo aos pedaços. Dasha mora em um apartamento com dois filhos pequenos de um relacionamento que não deu certo e está apaixonada por um homem casado. Todos vivem em uma cidade operária e não têm nenhum tostão. Dasha tem um temperamento instável e Monika e Tonik estão sempre por perto para cuidar dela e de seus filhos. 

O enredo é simples, sobre o relacionamento dos três, as aproximações e o distanciamento. Os atores são muito bons, impossível não ser repelido pelo comportamento de Dasha ou deixar de gostar de Monika e Tonik. Outra presença constante, mas silenciosa, é a da usina nuclear que faz parte da paisagem local, suas torres aparecem em várias cenas. Os atores que fazem os pais também merecem atenção.

Os filmes europeus não perderam a dimensão da realidade, não fazem questão de mostrar ou explicar tudo, nem recorrem a efeitos especiais mirabolantes para contar uma história. Isso é algo louvável.

9 comentários:

Andressa C. disse...

Sim, bastante louvável. Como toda delicadeza.

Karen disse...

Andressa, o filme é mesmo uma delicadeza só. Muito bom!

li disse...

Karen, onde vc arruma estes filmes? adoro cinema e este tipo de filme, mas não é fácil encontra-los!! cada vez que vc dá uma dica, fico morrendo de vontade de vê-los!!

Karen disse...

Li, alguns passam no telecine, cinemax, TV5, outros eu empresto de conhecidos que gravaram.

Dadinha disse...

Vou procurar e ver.
Obrigada pela dica.
Está a fazer-me falta ver um filme de qualidade.
O ultimo que vi foi "Brilho de uma paixão" que retrata a história de amor de John Keats.
Bj

Karen disse...

Dadinha, se encontrar, assista, recomendo!

kalina morena disse...

ah ja to sonhando com esse filme. vou tentar achar aqui.
voce assistiu o sul coreano 'poesia'?

Karen disse...

Kalina, espero que encontre! :)
Não vi esse filme não, tenho visto poucos filmes asiáticos.

Bruxa do 203 disse...

Adoro esse filme! Estou sempre procurando os mais alternativos.