6.5.08

Quem disse que as traças não são cultas?

As traças finalmente devem ter terminado de digerir o Hegel que atacaram há alguns anos e decidiram que Hemingway seria a sobremesa.

(Que ódio! Fui pegar um livro do Hemingway que recomendaram e senti um pozinho cair da estante.
O velho e o mar e Por quem os sinos dobram foram as vítimas. Se eu não aparecer muito por aqui esta semana é porque estarei dando uma geral na biblioteca.)

6 comentários:

Axly disse...

Ah monstrinhos danados hein!
Dá até dor no coração ver uma coisa dessas.
Mas até que tuas traças tem bom gosto hein?!
Ahahahaha...
Mas o estrago foi muito grande?
Kisss pra ti^^

Helô disse...

Karen, eu procurei as "Traças Literárias" (mesma série das Cobras do Luiz fernando Veríssimo) pra te consolar um pouco, mas não encontrei...
beijos.

Karen disse...

Axly, elas comeram um pouco da capa, mas deixaram o miolo intacto. Pelo menos dá para ler!

Hahaha! Valeu a intenção, Helô!

Mel L. Ramos Bryar disse...

:-( traças!!!Já perdi um livro que eu amava...odeio traças...bjs

daniel disse...

ei Karen. vamos postar uma foto de nossas bibliotecas nos nossos respectivos blogs? quem sabe a gente começa um meme ;-)

afinal, por menor e mais desorganizada que seja uma biblioteca, ainda assim não deixa de ser "a alma da casa".

Karen disse...

Mel, morte às traças!

Daniel, é uma boa idéia, se bem que a biblioteca não é exatamente minha, o dono mesmo é o meu marido! rs