14.2.09

Estalagem do pier - Barra do una

Acho que depois de mais de três anos de blog, perdi um pouco do tesão que sentia para escrever aqui, com exceção da leitura, não sou uma pessoa muito fiel em matéria de passatempos e atividades, antigamente ficava pensando no que devia cozinhar para poder blogar e tirava fotos de tudo, mas a febre passou, voltei a cozinhar só para comer e ponto. Blogar foi uma terapia, serviu de válvula de escape para minhas frustrações pessoais e, por meio do "Kafka", tive a chance de conhecer muita gente interessante.

Enfim, escrevi isso apenas para justificar minha ausência, não para dizer que vou deixar o blog. Voltarei sempre que fizer algo digno de ser publicado, como no caso deste post. Passei alguns dias em em Barra do Una em São Sebastião, no litoral norte de SP. Fazia praticamente uma década que não ia para lá. Apesar das últimas semanas chuvosas, tivemos manhãs de sol para passear e ir até a praia, chovia apenas na parte da tarde. E, com exceção do dia em que fomos embora, fez calor, muito calor!

Escolhi o hotel e a praia pela internet, não conhecia nenhum dos dois, (aliás, nunca tinha ido para essas bandas do litoral), apenas li que Barra do Una era um lugar tranquilo e o hotel escolhido, a Estalagem do Pier, me atraiu pelo fato de estar à beira do rio Una, ficar em um lugar tranquilo e oferecer caiaques e bicicletas para os hóspedes.

O hotel é pequeno, a entrada é voltada para a rua e os fundos dão para o rio. Ficamos em um quarto chamado de "especial" (há apenas dois), com o diferencial de uma cama maior e de um ar condicionado do tipo "split" que acho mais silencioso, mas não sei se foi a melhor escolha, pois ao contrário dos quartos normais, a janela do banheiro não tinha tela para evitar a entrada de mosquitos e como esqueci de colocar o raid elétrico providenciado pelo hotel antes de ir jantar, quando voltei havia dezenas de pernilongos lá dentro, passei um tempão caçando um por um para poder dormir. Sorte que levei repelentes e inseticida. Outra coisa de que não gostei no quarto foi o fato da cama ficar praticamente colada no corredor, se alguém passasse ao lado iria ouvir o que estava ocorrendo do lado de dentro e vice-versa (não recomendado para casais afoitos em lua-de-mel), já os demais quartos têm uma disposição diferente e a cama fica no fundo, separada da saleta. Na foto ilustrativa do site o quarto também aparece com uma varanda que dá para um jardim, mas o jardim não existe, a varanda dá para um muro, não sei se ele existiu em algum momento. Também pedi para que retirassem um tapete feito com algum tipo de fibra que ficava na frente da televisão, ele exalava um odor desagradável e o ambiente ficou muito melhor sem ele.

Apesar desses detalhes, o pessoal do hotel é atencioso e era legal poder pegar uma bicicleta para dar uma volta pelo bairro ( algo que você faz em alguns minutos, pois ele é minúsculo). A praia fica um pouco afastada, mas pode ser facilmente alcançada a pé, o hotel também oferece um serviço de leva-e-traz em um tipo de barquinho muito divertido. Um rapaz nos deixava na praia com guarda-sol e cadeiras e, na hora combinada, vinha nos buscar. O café da manhã é servido em um pequeno restaurante cercado de árvores, o local é bem agradável, infelizmente o hotel serve apenas "petiscos" e é preciso procurar lugares para jantar e almoçar. (Escreverei um post sobre nossas experiências e sobre alguns hotéis que visitamos para possíveis viagens futuras).

A praia era gostosa, como fomos durante a semana, ela estava praticamente deserta pela manhã. Descemos a Mogi-Bertioga no domingo e havia pouco tráfego, entretanto, a outra mão estava muito congestionada, havia muita gente voltando, vimos a fila começar na serra e ir até a rodovia nas imediações da divisa de Bertioga - São Sebastião.

Nossa volta também foi calma, não havia ninguém subindo, mas pegamos chuva até em casa, o que tornou a viagem de volta meio tensa, pois não conhecíamos muito bem o trajeto que o GPS programou, felizmente, chegamos sãos e salvos. Essa foi uma boa oportunidade para testar o GPS, ele funcionou muito bem nas vias expressas, gostamos das opções de trajeto que ele escolheu, mas, na ida, ele se perdeu na serra e nunca mais se achou. Sorte que dava para ver o mapa e podia me localicar mesmo sem receber as instruções. Acho que preciso programá-lo para evitar cidades, pois ele nos fazia passar por dentro de Mogi das Cruzes ao invés de seguir pela avenida que passa por fora.

O hotel

Detalhe do jardim

Detalhe do jardim

O pier de onde sai o barquinho que leva até a praia

Do barquinho no rio Una


Pontezinha de madeira sobre o rio

A pontezinha mais de perto

A pequena igreja do bairro

13 comentários:

Joanina disse...

Karen,
A mim parece-me muito bonito esse lugar. Gosto muito de lugares assim tranquilos e informais.
Va dando noticas de vez em quando. Embora nem sempre deixe comentario, venho sempre ca para ver (ler) as novidades.
Bj da Jo;)

Arambaré disse...

Oi...Tenho um blog sobre a praia de Arambaré, localizada na lagoa dos patos cerca de 150 km de Porto Alegre no Rio Grande do Sul, acho que vc vai gostar.
www.arambare.blogspot.com
Contato pelo e-mail: arambare.rs@gmail.com
Abs
Joãozinho Carvalho

Arambaré disse...

Oi...Tenho um blog sobre a praia de Arambaré, localizada na lagoa dos patos cerca de 150 km de Porto Alegre no Rio Grande do Sul, acho que vc vai gostar.
www.arambare.blogspot.com
Contato pelo e-mail: arambare.rs@gmail.com
Abs
Joãozinho Carvalho

Valeria disse...

Que delícia Karen!!Já fui pro Barra do Una quando criança!!
Lindo o local e o hotel!!
Ah seu blog é meu ponto de referencia na cozinha!!
Não desapareça!!!
Bjs

Billy disse...

Olá Karen!

Eu gosto tanto de acompanhar este blog! Gosto dos pratos e das outras coisas do dia-a-dia. Como disse a Valeria, não desapareças!

Beijinhos do sul.

Billy disse...

Olá Karen!

Eu gosto tanto de acompanhar este blog! Gosto dos pratos e das outras coisas do dia-a-dia. Como disse a Valeria, não desapareças!

Beijinhos do sul.

Billy disse...

Olá Karen!

Eu gosto tanto de acompanhar este blog! Gosto dos pratos e das outras coisas do dia-a-dia. Como disse a Valeria, não desapareças!

Beijinhos do sul.

Billy disse...

(peço desculpa pelos 3 comentários, parecia que o botão não estava a funcionar, vai-se ver e é este o panorama!)

Karen disse...

Joanina, claro que continuarei por aqui! rs

Obrigada pela visita, Joãzinho! Vou visitar seu blog!

Obrigada, Valeria! Também adoro seu blog!

Billy, não vou desaparecer não! rs

Lete´s do it! disse...

Que lugar bonito!
Este também é um blog bonito!
Tem comida, tem prosa, tem lugares... tudo na medida certa!
Parabéns

Karen disse...

Obrigada, Lete!

Anônimo disse...

Oi Karen,

Me chamo Leandro e moro em Londres so queria deixar um menssagem de otimismo para q vc nao perca o tesao pelo blog, vc nao sabe a diferenca q faz no dia de quem esta procurando algo decente para ler e descontrair. Acompanho esse blog faz mais de um ano e sempre me empolgo com a suas receitas e historias...
Um grande abraco e forca ai.....
vargahung@yahoo.com

Karen disse...

Valeu, Leandro! :)