20.7.11

Torta de bacalhau da Ilza


Receita do Come-se. Testo todas as receitas com bacalhau que cruzam meu caminho. Esta versão é bem gostosa, o requeijão dá uma bela "arredondada" nos sabores, só que o meu requeijão não derreteu como na foto da Neide, ele ficou firme, forte e branco em cima de tudo. Talvez seja a marca, especulações? 

(O bacalhau pode ser substituído por frango desfiado, aí o oregáno entra no lugar do louro). 




Torta de bacalhau da Ilza

500 g de bacalhau em lascas lavado e deixado de molho da noite para o dia - troca-se a água duas neste período, escorre bem e aferventa em água limpa
1/2 xícara de azeite
5 dentes de alho amassados
6 tomates maduros bem picados e refogados em azeite com alho, cebola e sal
1/2 xícara de azeitonas pretas
2 folhas de louro
Purê de batatas feito com aproximadamente 1,2 Kg cozida, espremida e temperada com 1 colher (sopa) de manteiga, 1 colher (sopa) de leite em pó e sal a gosto
1 copo de requeijão cremoso

Escorra o bacalhau e desfie mais fino que conseguir. Numa frigideira grande, coloque o azeite e refogue o alho amassado até começar a dourar. Junte o bacalhau e mexa. Deixe aquecer bem e junte o tomate refogado, as azeitonas e as folhas de louro. Refogue até formar uma mistura cremosa. Prove o sal e corrija, se necessário. Numa forma refratária, coloque todo o purê de batatas. Por cima, distribua o bacalhau com tomate e, para finalizar, espalhe todo o requeijão cremoso. Leve ao forno bem quente para gratinar.

6 comentários:

sonia disse...

Karen, já reparei que o melhor requeijão para derreter é o catupiry. Os outros ficam no formato em que sairam da bisnaga!
bjs

Karen disse...

Sonia, sabe que eu fiquei pensando no catupiry! Eu usei daqueles de copo mesmo.

B. V. disse...

Sem duvida uma receita que parece ser uma delicia.
bjs

moranguita disse...

hum mesmo sem derreter esta uma maravilha de certeza
beijinhos

Thais M. disse...

Eu adoro o Come-se. Cheguei ao seu blog através dele.

Karen disse...

B.V., ela realmente é muito boa!

Moranguita, preferia que tivesse derretido, mas não ficou ruim! rs

Thaís M., eu também sou fã do Come-se, admiro muito a Neide Rigo.