16.8.11

Ame ni mo makezu - Miyazawa Kenji

Este é um poema do escritor Miyazawa Kenji lido pelo ator Ken Watanabe que me foi passado por uma leitora. O título "Ame ni mo makezu" pode ser traduzido como "sem perder para a chuva"/"sem se deixar abater pela chuva". Não costumo ler poemas em japonês, meu domínio da língua ainda deixa muito a desejar e poesia em qualquer língua estrangeira geralmente requer um esforço maior do leitor. 

É um poema muito bonito e acompanha tradução em inglês. (Também encontrei o poema em romaji com uma outra tradução em inglês aqui).

Obrigada, Midori!




.

(Fiz uma tradução mais ou menos para quem não entende japonês ou lê inglês).


Sem se deixar abater pela chuva
Sem se deixar abater pelo vento
Sem se deixar abater pela neve e pelo calor do verão
O corpo são
Livre de desejos
Sem nunca se irritar
Um riso sereno
Consumir quatro tigelas de arroz integral por dia
e um pouco de missô e vegetais
Considerar tudo
Esquecendo-se de si mesmo
Observar e ouvir atentamente, compreender
sem nunca se esquecer
Ir até a pequena cabana coberta de palha
À sombra dos pinheiros no campo
E se houver uma criança doente no leste
Cuidar para que ela se restabeleça
Se houver uma mãe cansada no oeste
carregar seu fardo de mudas de arroz
Se houver uma pessoa à beira da morte no sul
Dizer-lhe que não há nada a temer
Se houver brigas e litígios no norte
Dizer que aquilo é perda de tempo
Chorar na época das secas
Andar de um lado para o outro no frio do verão
Chamado de inútil por todos
Sem receber elogios
Sem que ninguém se importe
Alguém assim
é o que desejo ser

11 comentários:

Dadinha disse...

Lamentavelmente não domino minimamente a lingua japonesa e o meu inglês é péssimo.
Sim é verdade sou de letras (formaçao em Direito),como não foi exigido grandes conhecimentos de inglês, adoptei a postura (mal) que os ingleses é que deviam de aprender portugues.
Vou fazer esforço de entender tradução inglês.
Obrigada pela partilha.
Bj

Karen disse...

Problema resolvido, Dadinha!

banzai disse...

é bonito e simples. parece fácil, mas não é. tomara que o legado da imagem do poema seja transmitido pelas novas gerações japonesas.
bjinhos
madoka

sonia disse...

Seguir as leis do TAO, ser puro ZEN, como é simples, mas como é difícil!
bjs

Midori disse...

Que bom que voce gostou do poema. Coincidencia ou nao o escritor nasceu em Iwate, a mesma regiao onde ocorreu o terremoto seguido de tsunami em marco de 2011.
Beijos

Karen disse...

Madoka e Sonia, é verdade, simples e bonito. E também difícil de colocar em prática.

Midori, gostei sim, obrigada!
É verdade! Não tinha me dado conta. :)

Dadinha disse...

Querida Karen, eu sou nova nas andanças de "nets", "blogues" e etc... mas desde que comecei com o meu blogue que tenho tido surpresas maravilhosas e esta foi uma delas.
Muito obrigada.

Eu criei um desafio que chamei "Leitura Partilhada" espreita. Quem sabe o tema te agrade?!
Vou gostar da tua visita.
Beijo :)

Luna disse...

Karen, fiz teu frango com balsâmico (aquele da Giada) e adorei! Postei lá no blog. Beijos!!!

cronicas gulosas disse...

Lindo, lindo. E a leitura -wow, forte abraço

Karen disse...

Dadinha, vou dar uma olhada, obrigada!

Wair, também achei muito bonito. Abraço! :)

Turmalina disse...

Achei lindo demais...seria bom se as pessoas fossem um pouco mais desprendidas.