29.4.12

Algumas Igrejas de Ouro Preto

Igreja de São Francisco de Assis, a entrada custa R$ 2,00 e dá direito a entrar no Museu  Aleijadinho dentro da Igreja N. S. da Conceição

Ouro Preto é a mais famosa cidade histórica mineira e sua arquitetura atrai muita gente, especialmente aquela de suas igrejas. Paga-se uma taxa, entre R$ 2,00 e R$ 8,50, para ver o seu interior (fotos não são permitidas), não entrei em todas, algumas estavam fechadas. A impressão que tive foi a de que elas poderiam receber mais cuidados, manutenção e ter mais segurança. Algumas vezes eu era a única visitante e não havia niguém lá dentro, os corredores das sacristias ficam com as janelas abertas e, apesar de terem grades, nada impediria que alguém passasse algo por elas. Não vi câmeras (até onde tenha notado). Algumas vezes também sentia um leve odor de mofo e umidade. Achei uma pena, pelo número de turistas e pela arrecadação proporcionada pelas mineradoras presentes na cidade, deveria haver um investimento maior na manutenção das igrejas, as casas e as lojinhas do centro histórico estão mais bem conservadas e com a pintura em dia.

Igreja N. S.,do Rosário dos Pretos

Andei bastante, algumas ruas são bem íngremes e os paralelepípedos não facilitam a caminhada. Deixamos o carro na garagem da pousada e esquecemos que ele existia, pois não é simples navegar motorizado pela cidade. Ladeiras demais, ruas estreitas e de mão dupla não ajudavam.

Igreja N. S. do Carmo

 A Igreja de Nossa Senhora do Pilar (uma das únicas de que não tirei fotos) é a mais famosa pela grande quantidade de ouro em seu interior, ela foi uma das primeiras em que entrei, mas a minha preferida foi a Igreja de Santa Efigênia dos Pretos, lá no alto do morro na saída para Mariana. Ela é bem simples, mas achei seu altar uma graça. Havia apenas uma outra oriental saindo de lá naquele horário. Depois do ladeirão que conduz até ela, achei que minhas pernas não iam aguentar subir a escadaria. 

Igreja N. S. da Conceição


Uma coisa de que senti falta, tavez exista, mas não ouvi falar, é de algum tipo de visita guiada que percorresse algumas igrejas em horários determinados. Há muitos estudantes universitários na cidade e eles poderiam fazer isso para os turistas ou a prefeitura poderia oferecer esse tipo de coisa, algumas visitas poderiam ser realizadas em inglês ou espanhol. Há guias credenciados e várias pessoas que ficam na frente dos pontos turísticos oferecendo os seus serviços de guia por algum preço, mas acho que a versão gratuita seria uma adicão simpática.

Vista da Igreja de N.S. das Mercês e dos Perdões. Ela estava em reforma.

 
Igreja de Santa Efigênia dos Pretos, meu chuchu. Quase morri para chegar até lá e achei que desceria rolando a ladeira até a pousada.
Igreja de S. José, em reforma.
  
Igreja de São Francisco de Paula, fechada e no final de outra ladeira matadora.

Igreja N. S. da Mercês e Misericórdia, fechada.

5 comentários:

Marly disse...

Oi, Karen,

Tomara que esta taxa agora cobrada seja aplicada na conservação e reparos nas edificações, né? Digo edificações, e não igrejas, porque lá tem outras construções hisróricas e de interesse turístico. Na última vez que fui a Ouro Preto, ainda não eram cobradas taxas para visitação. Mas já lá se vão muitos anos, minha filha mais nova tinha então só um ano,rsrs. E, de fato, considerando que esta cidade é patrimônio da humanidade, as pessoas que a adminstram deveriam implementar medidas rigorosas para a conservação dela e, de quebra, que fortalecessem o turismo, tanto no que diz respeito a contratação de guias, quanto em todos os demais aspectos.

Beijoca!

Karen disse...

Marly , você tem razão, mas sabe que achei as outras construções históricas (as que ainda estão em pé e viraram algum tipo de museu) em melhor estado do que as igrejas propriamente ditas? O triste foi ver que muitos restos da cidade antiga estão desaparecendo, engolidos pela urbanização. Pedaços de construções antigas praticamente viraram muros de casas.

Danni e Lype disse...

Querida Karen,
Que saudades!!! Adorei passar por aqui e relembrar Ouro Preto... Muito obrigada por isso...
Parabéns pelas fotos... MARAVILHOSAS!!!
Grande beijo, Irene

Georgia disse...

Karen, nao conheco Ouro Preto, nada em Minas Gerais.

Só a auto estrada.

Lindas as imagens.Suas fotografias estao garantindo uma bela recordacao destes dias felizes e gostosos.

Que céus azuis, mesmo com as nuvens, vc captou a beleza desse éter.

Essa tua 1° foto do post "Por terras mineiras", me parece um cartao postal de tao lindo.

Boa semana

Abracos

Karen disse...

Obrigada, Irene!

Georgia, até que pegamos um tempo bom. Este fim de semana e o feriado, em compensação, estão hiper chuvosos!