16.2.11

O Bouef não tão bourguignon e a banana não tão à milanesa


"Bouef bourguignon" é um nome mais fino para um tipo de cozido de carne. Ele leva vinho, ervas e legumes e tudo é cozido lentamente. Bem, eu não costumo seguir uma receita para fazer minha versão. Faço quando há há carne e vinho tinto sobrando. A carne deve ser sempre dourada em um pouco de óleo ou em gordura de bacon (caso use, refogue o bacon antes, retire-o da panela, doure a carne e depois devolva-o para a panela durante o cozimento). Reserve a carne já dourada e, na mesma panela, refogue cebolas e alho. Coloque a carne junto com cenouras, salsão, ervas finas, louro e muito vinho tinto. (Desta vez tinha pouco vinho tinto então juntei um resto de vinho branco e completei com cerveja preta, enfim, uma mistureba). Tempere com sal e pimenta e, lá pelo final, adicione cogumelos. Coloco sempre muito líquido para que a carne cozinhe lentamente e fique macia. Para finalizar, polvilho um pouco de farinha e misturo um pouco para engrossar o caldo. Usei acém.

Servi com arroz e bananas "à milanesa" feitas no forno. Eu adoro bananas à milanesa, mas como sempre procuro evitar frituras, costumo passar as bananas descascadas no ovo batido e empanar com farinha de rosca, depois coloco sobre uma forma untada com óleo e levo ao forno. Espero dourar de um lado e viro para que doure do outro. Acho que fica muito boa assim.

8 comentários:

ELENA ZULUETA DE MADARIAGA disse...

Hoy me he dedicado a muchas cosas, entre otras a volver a ver esos blogs que antes veía con cierta frecuencia.
Realmente cuanto se les echaba en falta.
Pero por problemas medicos he estado casi un año sin escribir nada y ahora, ya algo mejor vuelvo.
He cambiado el enfoque de mi blog y su formato
Y aquí estoy, a pesar de que hasta hace unos días me parecía una tontería hablar de mis sentimientos,mis recuerdos y su relación con la gastronomía.
Pero ahora veo que va teniendo poco a poco su hueco.
Me vuelvo a sentir yo, al entrar y leer en los blogs, es realmente bonito.
Espero seguir viéndote.
Un saludo


CUATRO ESPECIAS

Ana disse...

Adorei a ideia de banana a milanesa feita no forno! Como eh q eu nao pensei nisso antes??!!!
Ana

Karen disse...

Obrigada pela visita, Elena! Eu também passei um tempo longe do blog, há momentos em que isso é necessário mesmo.

Ana, legal, não é? Hoje em dia eu só faço assim!

gasparzinha disse...

e é tão bom!
Eu já fiz à letra a receita divulgada pela Julia Child, mas volta e meia repito assim de improviso.
E ainda na segunda feira foi o nosso jantar cá em casa: fica sempre tão bom, carninha macia com molho delicioso. :)

Anônimo disse...

tá com uma cara ótima mesmo. e vc só come isso de arroz? acho que tenho que diminuir a minha porção. Eu almoço todos os dias na escola japonesa e como a comida que é servida na escola e arroz vem dentro de uma cumbuquinha, vou diminuir. hihihihi
madoka

Karen disse...

Gasparzinha, eu nunca fiz a receita que vai ao forno, precisaria me planejar mais para isso. rs

Madoka, esse era o prato do O. Ele não gosta muito de arroz, prefere mais carne e acompanhamentos... :)

Quéroul disse...

eu não sou muito de carnes molhadas, mas tenho uma baita curiosidade pelo boeuf bourguignon... eu morei na casa de uma senhora francesa que volta e meia dava jantares cheirosíssimos, e ela sempre fazia esse cozidão - e eu nunca fui convidada pra experimentar :/

depois de Julie e Julia eu achei que ia tomar coragem de fazer, mas ainda não aconteceu. e eu gostei do seu misturadão de álcool. ficou um bouefIC ICbourgICngon. aloka.

e banana à milanesa é a coisa mais gostosa, nunca pensei que daria certo no forno, porque aí vai faltar a gordura, que é bem o tchans desse prato... :)

Karen disse...

Quéroul, eu adoro carne de panela de qualquer tipo justamente por causa do molho.

É, cerveja, vinho tinto, branco... Usei tudo o que estava sobrando!

Fica uma banana empanada mais leve, um pouco mais mole, mas gostosa! Tenho a impressão de que ela fica muito pesada quando é frita.