1.5.12

Para se ver em Ouro Preto - MG

Vista da cidade


Para começar, devo dizer que não entrei no Museu dos Inconfidentes. Ele abria após o meio-dia e combinei que iria entrar com o O. antes de irmos embora, mas aí decidimos adiantar a volta para evitar uma chuva que aparecia na previsão do tempo e também o trânsito do feriado e o Museu continuou desconhecido. Mas ele é o maior, difícil de não ser notado na Praça Tiradentes.


Casa dos Contos


Passei pela Casa dos Contos, um belo casarão que foi o prédio das arrecadações tributárias no século XVIII e também local onde alguns dos inconfidentes ficaram presos. Ele foi revitalizado e transformado em museu. A entrada é gratuita. Há instrumentos usados na época e utensílios domésticos expostos na antiga senzala, entrei e saí rápido, dá uma sensação ruim ficar vendo instrumentos de tortura...

Atrás do museu há um parque e caminhos que levam até a Praça Tiradentes e à rodoviária. É bem agradável e tranquilo caminhar por ali ou sentar em um dos bancos das paradas estratégicas para descansar um pouco antes de retomar a subida.

Entrada da Casa dos Contos

Em  uma das passagens pela R. Direita, a rua das lojinhas e de vários restaurantes, dei uma parada na Casa Museu Guignard dedicada ao pintor de mesmo nome. É um sobrado onde estão expostos alguns cartões desenhados por Guignard e alguns de seus quadros. Pena que haja tão pouca coisa, mas imagino que seria necessária uma verba muito grande para adquirir mais obras.

 Casa Guignard
Detalhe da janela

Esta é uma visão da cidade que se espalha pelos morros ao redor da parte histórica, várias casinhas coloridas e juntinhas

8 comentários:

Quéroul disse...

eu fui na casa dos Contos, numa parte mei subterrânea lá. não lembro da parte da exposição, se tava aberto, como foi mas me lembro que eu escorreguei horrores nesses paralelepípedos verdes de limo.

afe, só me deu vontade de ir pra Ouro Preto de novo, Karen, com suas fotos, então... a cidade tá mais linda ainda. e agora com esse friozinho, aaaaaaaai, ai.

=**

Karen disse...

Quéroul, as pedras realmente não ajudam em lugar nenhum, as calçadas também são bem irregulares em Ouro Preto, já pensou quando chove? Vi uma mulher com um sapato de saltinhos descendo uma rua com passinhos para se equilibrar e não acreditei. rs

O friozinho ajuda mesmo, tomar um caldo, uma caninha, humm...

VERA LÚCIA disse...

Ouro Preto é mesmo uma cidade mágica. Infelizmente não vou lá há muuuuito tempo. Pena...
Suas fotos, sempre perfeitas, dão uma linda idéia do que é a cidade, seus prédios antigos e seu casario tão diferente. Parabéns !
Pelo menos pelas fotos, achei que está tudo bem cuidado. Tomara que seja verdade, excetuando-se o cheirinho de mofo nas igrejas, né ? rsrsrs
Beijinhos.
Vera Scheidemann

Karen disse...

Vera Lúcia, achei que seria bom ter mais segurança dentro das igrejas e o cheirinho de coisa fechada, bem, não sei se dá para evitar... rs

Beijos!

aline naomi disse...

Amei as fotos! Ainda não fui conhecer as cidades históricas mineiras mas quero muito! Quando era criança li um livro sobre Aleijadinho e desde então quero ver aquilo de perto.
Depois volto pra ler o começo da viagem! :)

Karen disse...

Aline, a impressão é que "Aleijadinho" era o nome de um ateliê! Ele devia ter uma linha de produção! rs

Georgia disse...

Karen, nao imaginava que Ouro Preto fosse assim tao arrumadinhas. Que linda esta tua imagem no final do post.

Uma das coisas que mais me chama a atencao nas tuas fotos é o chao. Muito interessante.

Abracos

Karen disse...

Georgia, você quer dizer o chão de paralelepípedo?