4.4.07

Gonçalves (MG)

 
Passei alguns dias em Gonçalves (MG). A última estadia em Monte Verde (MG) nos fez querer voltar para o sul de Minas, desta vez, insisti em conhecer essa cidade que fica a alguns quilômetros ao norte de Monte Verde. Fomos pela Fernão Dias e entramos em Cambuí e, de lá, nos dirigimos até Córrego do Bom Jesus, todo o percurso ao som dos Stones, de Amy Winehouse  e Mary Gauthier. A estrada de terra entre Córrego do Bom Jesus e Gonçalves tem várias "costelinhas e costelões", aqueles sulcos abertos pelas águas das chuvas, mas ainda é "passável". (Sônia, vi onde fica a Pousada da Dona Marica! Um dia passo para dizer oi para a Cleide!). Para quem vem de SP, a vida é mais fácil, o rodovia entre Campos do Jordão e a cidade é asfaltada.
A cidade propriamente dita é minúscula, não é estranho ver cavalos amarrados na calçada, os restaurantes e pousadas ficam afastados, mas acho que esse é o charme do lugar, tinha gostado de Monte Verde, mas se você quer mesmo fugir de qualquer agito, vá a Gonçalves. Na temporada e finais de semana, Monte Verde já fica cheia e não há onde estacionar na rua principal. 
Gonçalves é calma, linda. Só aumentou aquele meu desejo de fugir de tudo, arrumar um emprego de meio período para fazer algo em uma lojinha ou pousada e gastar o resto do tempo lendo e escrevendo meu grande romance, mas idílios não seriam idílios se se concretizassem...
Você cruza com cachoeiras e riachos nas estradas que serpenteiam em meio às colinas cobertas por pastos verdes e araucárias, as pessoas são sempre mineiramente simpáticas e come-se muito bem. Há uma grande preocupação em oferecer produtos de qualidade e várias propriedades trabalham com agricultura orgânica.

Como estamos na época de pinhões, via os ditos cujos espalhados pelas estradas de terra, até apanhei alguns. Também estamos na época em que as borboletas deixam suas crisálidas e saem voando por aí, então havia várias pairando pelas matas.

Não há muito o que fazer à noite além de jantar e se recolher ao conforto do quarto, mas quem precisa de mais do que isso? Os celulares não pegam e pouquíssimos lugares aceitam cartão, mas isso são detalhes... Fugimos do calor, até vestimos agasalhos, pois as manhãs e as noites eram fresquinhas, e descansamos. Tomávamos nosso delicioso café da manhã e davámos uma pequena volta de carro pelas redondezas, voltávamos para a pousada, almoçávamos e eu me estatelava na cama para minha "siesta", algo que não costumo fazer em dias normais. 
Não deu para ir a todos os lugares que tinha vontade de conhecer, pois estávamos no começo da semana e a maioria dos restaurantes só abre a partir das quintas-feiras. Gostamos de fugir de "gente" e sempre saímos quando todos ainda estão trabalhando, há vantagens e desvantagens em fazer isso, mas se podemos, por que não?
Nos próximos posts, escreverei sobre alguns lugares pelos quais passamos.

10 comentários:

miki w. disse...

ahhhh, karen!
fico feliz que tenhas ido passear um pouquito!
esse lugar parece ser bem repousante!
espero q tenha tido bons momentos por lá!
beijinhos, miki

Elvira disse...

Querida Karen,

Seja bem vinda de volta! :-)

Esse local é encantador. Relembra muita a Beira Alta portuguesa, com essas paísagens serenas e verdejantes.

Beijão.

Cláudia disse...

Que delícia de passeio repousante. Ficar sem celular, as vezes é uma bênção. Um beijo, Cláudia.

Cris disse...

Esta região é linda mesmo... eu gosto muito de Minas, para passar uns dias, as paisagens são incríveis. Estamos indo para a Serra da Mantiqueira na Páscoa! Bjs!

Akemi disse...

Que passeio ótimo! Tão bom se desligar de tudo de vez enquando!

Karen disse...

Meninas, é realmente repousante! Vale a pena!

Cris,faça uma boa viagem, queria ir junto! rs

Feliz Páscoa a todas!

Maria Helena disse...

Amy Winehouse é tuuuuudo!!!
Feliz páscoa pra vc tb!

Karen disse...

Maria Helena, Feliz Páscoa! Amy Winehouse é uma ótima cantora! Quero ver se acho um outro cd dela!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Karen disse...
Este comentário foi removido pelo autor.