29.4.07

Pão de queijo Bicho do Mato

Vocês se lembram de que comi o melhor pão de queijo da vida na Pousada Bicho do Mato quando fui a Gonçalves (MG) no mês passado? E de que ganhei a receita? Pois eu a preparei! A Neusa (ou Nilza? Esse negócio de ter vergonha de pedir para uma pessoa repetir o nome quando não ouviu direito é terrível!) avisou que muita gente não tinha conseguido obter um pão de queijo igual em casa mesmo seguindo a receita e me aconselhou a comprar o polvilho usado na pousada (foto abaixo) que, segundo ela, é mais grosso do que aqueles vendidos nos grandes supermercados, então segui o seu conselho.

Ela disse que podia ser doce ou azedo, comprei o azedo porque foi o primeiro que encontrei em um mercadinho da cidade. Também comprei um queijo mineiro da gema antes de voltar para casa. Com o polvilho e o queijo na mão, lá fui eu fazer a receita. Fiz inteira para não ter erro.


Deu tudo certo, enrolei e assei uma fornada no mesmo dia, mas achei que não ficaram iguais aos que tinha comido. Decepção. Congelei o resto e no dia em que retirei alguns do congelador para assar, resolvi testar uma teoria: a de que talvez o segredo fosse assar os pães até que eles ficassem bem corados, como na pousada, onde os seus "fundilhos" ficavam bem escuros. Dito e feito! Assando por mais tempo, sem deixá-los branquelos como na primeira vez, obtive um pão de queijo crocante por fora e com uma textura cremosa por dentro! Ficaram tão bons! Só fiquei em dúvida sobre se tê-los congelado poderia ter contribuído para este resultado, mas se quiser saber, tenho que refazer a receita e assá-los antes de congelá-los. Quando repetir a dose (algo que certamente irá acontecer), farei um teste.


Pão de Queijo Bicho do Mato

4 x de polvilho (doce ou azedo, usei o azedo)
4 ovos
4 x de queijo mineiro ralado (você pode adicionar uma xícara extra de queijo!)
1 1/2 x de água
1 1/2 x de leite
1/2 x de óleo
sal a gosto

Ferver o leite, óleo, água e sal e escaldar o polvilho. Mexer com uma colher de pau até o líquido ser absorvido pelo polvilho. Quando esfriar o suficiente, coloque os ovos e o queijo, amassar bem com as mãos e enrolar. (Se a massa ficar dura, adicionar um pouco de água).
Os pães podem ser congelados e assados depois.



14 comentários:

oquefazerprojantar??? disse...

também adoro pão de queijo e até já coloquei uma receita no meu "sítio".
Gostei de saber que tanto faz utilizar polvilho azedo ou dôce. Aliás não sei bem qual é a diferença entre eles. Alguém sabe explicar?

Karen disse...

Que fazer pro jantar, esse artigo do "Caderno Paladar" do jornal Estadão do ano passado é bem explicativo:

"Polvilho: ele vai dar a estrutura do seu pãozinho. Doce ou azedo? Já vai entender quem é quem. O polvilho vem da mandioca, é a fécula, o amido. Quando a raiz é moída, a parte sólida, depois de torrada, vira farinha. A parte líquida, depois de seca e processada, se transforma naquele pó fininho que todo mundo conhece, o polvilho doce. Este, por sua vez, quando passa por um processo de fermentação, aí sim se transforma no polvilho azedo. Entre as propriedades do doce, está a de deixar a massa com uma textura mais suave. Casa melhor com as receitas generosas em queijo. Já o azedo tem maior capacidade expansiva, gerando uma massa mais volumosa, com mais elasticidade - é indicado para biscoito de polvilho. Mas você pode encontrar receitas onde aparecem os dois, geralmente em proporções desiguais. A intenção é produzir uma massa ainda macia porém mais elástica."

Eliana Scaramal disse...

Karen estão muito lindos! Olha vou te falar uma coisa, pelo que tinha visto nas fotos da sua viagem lá ela usa um forno a lenha, quando ela diz que as pessoas não chegaram no resultado final como dela taí o pulo do gato é o forno, faço aqui em casa pão de queijo e fica uma delícia mas quando faço na casa do meu pai no forno a lenha eles crescem mais ficam crocantes por fora e macios por dentro. O forno a lenha dá aos alimentos um resultado final totalmente diferente do nosso forno caseiro.

Karen disse...

Eliana, na primeira vez que provei lá na pousada eu achei que fosse por causa do forno à lenha, mas ela disse que os pães eram assados em um forno convencional e só eram deixados em uma cumbuca de barro sobre o forno para não esfriarem.

Ana disse...

Aha, eu ia falar a mesma coisa do forno a lenha! hehehehe!
Vai ver o tempo em q eles ficam na cumbuca de barro magica tbem faz diferenca! hehe!
Parecem muito bons Karen!
Ana

Carla Ventura disse...

Eu amo pão de queijo. Quando era criança, minha fazia todo domingo. Mas depois ela aprendeu a comprar congelados caseiros tb ótimos. Um dia eu compro queijo e experimento esse :)

valentina disse...

Ah, se um dia tiver uma casa minha vou querer ter um forno a lenha. Ah karen,fiquei com tanta vontade de comer o teu pao de queijo amiga.bjocas .e saudades de voce.

Elvira disse...

Vi essa marca de polvilho no supermercado do El Corte Inglés de Lisboa. Porque será que não o comprei...? Sou perdida por pão de queijo!

Karen disse...

Ana, eu também fiquei me perguntando se isso teria algum efeito...

Carla, faz tempo que não compro os congelados, quando faço uma fez rende tantos!

Saudades de você também, Valentina! Eu também queria ter um fogão à lenha, mas acho tão trabalhoso acender e limpar...rs

Elvira que bom que você pode encontrar o polvilho aí em Portugal! Pão de queijo é bom demais!

witchie disse...

Ah, que saudades de comer pão de queijo! Pena que o marido não gosta muito senão era toda a semana! Mas acho que vou fazer só para mim mesmo! :)

Karen disse...

Witchie, como era a primeira vez, eu fiz a receita inteira, mas você pode dividir e fazer só para você, o resto pode ser congelado! ;-)

Cláudia disse...

Que pães de queijo maravilhosos Karen!! Vou procurar este polvilho e tentar fazê-los. Meu filhote vai comer gemendo. Um beijo.

Karen disse...

Claúdia, espero que goste! Só lembre de assar até ficarem moreninhos...

. disse...

Oi,linda amiga...

Acabei de chegar de Minas e trouxe um mundão de polvilho azedo,para mim e para presentear,acabei ficando apenas com um pacote...rsss.
Também comprei queijo meia cura,amanhã vou ver se faço os pães de queijo,eu adoro...a receita é igual a sua.O segredo da massa é deixa-la meio mole,depois derrete na boca...

Karen,escrevi um texto no meu blog gostaria que vc lesse e se concordar,ajude a divulgar,quem sabe assim poderemos mudar o rumo do país.
Bjs